A Raiz de todos os males: O AMOR AO DINHEIRO

Timóteo 6:10 Porque o amor ao dinheiro é raiz de todos os males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.
 
Dinheiro
by Pixabay @stevpb


O Problema não é o dinheiro



         Se olharmos para o texto  veremos que “o AMOR ao dinheiro é a raiz de todos os males”. Desse modo, ressalta-se que a questão não está na moeda, mas no relacionamento que se tem com ela e os prazeres que ela pode oferecer. Nesse caso, a cobiça, a concupiscências, a altivez, a soberba, a corrupção são sentimentos e posturas que decorrem dessa relação de amor para com o dinheiro. Como o conquistou? É neste ponto que “alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores”.


O problema é o sentimento


         Dores como a solidão, o cárcere, o ódio são decorrentes desta relação que leva o homem ao mais profundo calabouço, a falta de paz. “manda aos ricos deste mundo que não sejam altivos, nem ponham a sua esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que nos concede abundantemente todas as coisas para delas gozarmos (Tim 6:17)”. O apóstolo não condena os ricos, como muitos fazem, nem as riquezas, mas condena o sentimento (altivos, esperança na incerteza das riquezas).

         O fato não é ser rico ou pobre, mas viver  de forma que “pratiquem o bem, que se enriqueçam de boas obras, que sejam liberais e generosos, entesourando para si mesmos um bom fundamento para o futuro, para que possam alcançar a verdadeira vida”. Esse fundamento é CRISTO e a verdadeira vida é a VIDA ETERNA.

I Tim 6:7 Porque nada trouxe para este mundo, e nada podemos daqui levar tendo, porém, alimento e vestuário, estaremos com isso contentes.



estudosbiblicos.com.br

Compartilhe!

.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Top