Somente os que amam a Deus são capazes de compreender todas as coisas.

E sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. Rom. 8:28

                     No texto acima relatado, Paulo, o apóstolo, declara que TODAS AS COISAS concorrem para o bem dos que amam a Deus.          
Esta frase poderia ser escrita de forma diferente, como por exemplo: E sabemos que ALGUMAS coisas... E sabemos que MUITAS coisas...          E sabemos que as coisas boas... E sabemos que as coisas ruins... E sabemos que POUCAS coisas...
Contudo, ao escrever “Todas as coisas” o sentido é ilimitado, o poder de Deus não é relativo, a atuação de Deus não é por parte ou somente como esperamos. Não se pode imaginar alguém agradecendo por algo de ruim que lhe tenha acontecido, mas, o texto remete para todas as coisas. Nesse caso, o ruim também é bom? Não se trata de ser bom ou ruim, mas apenas, de ser .
            Paulo demonstrou isso em II Corintios 12:7 ... foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de que eu não me exalte demais; 8 acerca do qual três vezes roguei ao Senhor que o afastasse de mim; 9 e ele me disse: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza.

Gratidão
by Pixabay

Deus não lhe retirou o espinho, mas ele entendeu que NADA nos separará do amor de Cristo e produziu um dos textos mais lindos de toda a humanidade: 35 quem nos separará do amor de Cristo? a tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada? 36 Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte o dia todo; fomos considerados como ovelhas para o matadouro. 37 Mas em todas estas coisas somos mais que vencedores, por aquele que nos amou. 38 Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem anjos, nem principados, nem coisas presentes, nem futuras, nem potestades 39 nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor. (Romanos 8:35-39).
Deus não espera conformidade, mas, compreensão e entendimento de todas as coisas. Não fazer dos fatos um objetivo ou motivo para adorá-lo. Adorar a Deus, apesar de todas as coisas, é ser fiel a Ele. O povo Hebreu não entendeu todas as coisas enquanto esteve no deserto e praticamente desistiu da entrada em Canaã mesmo atravessando miraculosamente o Mar Vermelho.
            A liderança evangélica precisa levar o povo a adorar a Deus e não barganhar com Ele. Paulo complementa: “todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus”, o que significa dizer que a maturidade espiritual para compreensão dos eventos cotidianos é alcançada com o amor a Deus. Necessário se faz que a liderança religiosa conduza o povo a este amor, incondicional e fiel. Não basta ser batizado, ser dizimista, frequentar a oração, ser levita ou pastor. E muito mais do que isso, é AMAR A DEUS. Quantos são crentes, mas não amam a Deus, Quantos são líderes, mas não amam a Deus, Quantos freqüentam os cultos, mas não amam a Deus.
            Pedro conhecia Jesus, andava com Jesus, falava como Jesus, mas, negou a Cristo, pois, ainda não tinha declarado a Jesus o seu amor porque não entendia a dimensão deste amor. Contudo, quando encontrou o Cristo após a ressurreição, nunca mais foi o mesmo. O amor provocou um a transformação profunda em sua vida que pode realmente ver a manifestação da glória de Deus.
            Somente os que amam a Deus são capazes de compreender todas as coisas. João 14:21 Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele.
Na vida em sociedade, a qual todos estão sujeitos, existem regras a serem cumpridas, além do que, como em Gálatas 6:7 Não vos enganeis; Deus não se deixa escarnecer; pois tudo o que o homem [semear], isso também ceifará. Assim, sabemos que determinadas coisas produzem conseqüências normais e naturais. Se você violar uma lei do transito poderá sofrer danos sérios como um acidente. Se entregar uma prova sem responder as questões não será aprovado. Se encostar em um fio de alta tensão será eletrocutado. Aprendemos sobre isso no evento da tentação de Jesus no deserto. Mateus 4: 6 e disse-lhe: Se tu és Filho de Deus, lança-te daqui abaixo; porque está escrito: Aos seus anjos dará ordens a teu respeito; e: eles te susterão nas mãos, para que nunca tropeces em alguma pedra.7 Replicou-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor teu Deus.
Ao ser tentado Jesus nos ensina, que atitudes geradas sem a orientação devida são passíveis de conseqüências naturais. Devemos sim, nos responsabilizar pelos nossos atos. Muitas pessoas aceitam a proposta de satanás em busca de algo, pois não amam a Deus, logo, não O conhecem.
O desafio da igreja evangélica contemporânea é conduzir o povo a verdadeira adoração a Deus ensinando-os a amá-Lo e não através de rituais de negociação para uma vida terrena em que pesa os conceitos de prosperidade, vitória nas lutas, determinismo e etc. A proliferação de cultos com formatos de campanhas atrai um povo sofrido em uma sociedade de classes, em busca de uma solução para uma questão social em detrimento da necessidade espiritual. Enquanto o povo ora a Deus em busca de respostas as elites dominantes corroem o Estado e excluem a população de desfavorecidos que esperando um milagre de Deus não denunciam caos social.
Somente os que amam a Deus são capazes de compreender todas as coisas.


estudosbiblicosonline.com.br


Compartilhe!

.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Top