Publicidade

Círculo de Oração: Pregações, Temas e Campanhas

Quem é o Verdadeiro Inimigo do Cristão?

Quem é o Verdadeiro Inimigo do Cristão?

Satanás é nosso inimigo.

Vamos tentar conhecê-lo.

Por que?

Então podemos resistir a ele.

Introdução

    • Para ter vantagem sobre um adversário, você precisa saber com quem está lidando.

    • É por isso que os generais enviam espiões aos campos inimigos.

    • É por isso que os times de bola enviam olheiros para os jogos dos futuros adversários.

    • A menos que você seja o melhor, é melhor conhecer seu oponente.

    • A exploração e a espionagem lhe darão informações valiosas.

    • O exército aprenderá onde a munição está armazenada, quantas tropas existem e se há alguma fraqueza em suas defesas.

    • A equipe aprenderá as tendências em diversas situações e saberá o que esperar nessas situações.

    • É por isso que precisamos conhecer nosso adversário, o diabo.

Publicidade

1. “O Tentador”

    • Mateus 4:1-11 “Jesus foi… tentado pelo diabo” (1), razão pela qual “o diabo” (5, 8, 11) é chamado de “o tentador” (3). Tentador é o seu negócio, estando tão engajado desde o início.

    • Suas tentações sempre cairão em uma ou mais das três categorias aqui representadas: concupiscência da carne, concupiscência dos olhos ou orgulho da vida.

    • Suas tentações devem sempre ser respondidas, como Jesus fez, com as Escrituras, e devemos lembrar que o próprio tentador é bem versado, por isso devemos estar preparados para responder às Escrituras tiradas do contexto.

    • Tiago 1:13 “Ninguém, quando for tentado, diga: 'Estou sendo tentado por Deus'; porque Deus não pode ser tentado pelo mal, e Ele mesmo não tenta ninguém”.

    • As tentações sempre vêm do diabo, nunca de Deus.

    • 1 Coríntios 10:13 “Nenhuma tentação vos sobreveio, senão a que é comum ao homem; e fiel é Deus, que não permitirá que vocês sejam tentados além do que podem, mas com a tentação fornecerá também o escape, para que possam suportá-la”.

    • Sempre que cedemos à tentação, é por escolha própria.

2. “O Iníquo”

    • Mateus 13:24-30, 36-43; “O diabo” é “o maligno” que semeia o joio.

    • Efésios 6:16 Estamos bem equipados para apagar seus dardos inflamados com o escudo da fé.

    • Marcos 10:18 Em contraste com o maligno, Deus é aquele que é “bom”.

    • 3 João 11 Servimos a Deus fazendo o bem.

3. "Belzebu"

    • Marcos 3:22-26 “Satanás” é “Belzebu”, “governante dos demônios”.

    • 2 Reis 1:2-6 “Belzebu” é uma adaptação de “Baal-Zebub”, o “Senhor das moscas” filisteu.

    • É correto aplicar o nome de ídolos fracassados ​​ao maligno, o diabo.

    • Salmos 78:45 Curiosamente, nem a divindade filisteu, nem o próprio Satanás, estavam realmente no comando das moscas.

    • Deus usou as pragas para atormentar os egípcios quando eles mantiveram Israel em cativeiro.

4. “Príncipe do Poder do Ar”

    • Efésios 2:2 “O espírito que agora opera nos filhos da desobediência” é chamado de “o príncipe das potestades do ar”.

    • 1 Coríntios 9:26; 14:9 “Ar” equivale ao vazio. É nisso que consiste o poder de Satanás.

    • Mateus 28:18; Atos 4:24; 7:49 Jesus, porém, tem “autoridade… no céu e na terra”. Deus fez tudo e está entronizado no céu, sendo a terra apenas o escabelo de Seus pés.

Publicidade

5. “O deus deste mundo”

    • 2 Coríntios 4:4 “O deus deste mundo” se opõe ao evangelho.

    • Ele é apenas um deus no sentido de que as pessoas o servem em vez do verdadeiro Deus, mas ele está limitado a este mundo.

    • E esse deus não tem poder.

    • Efésios 6:12-13 Os cristãos estão equipados para derrotá-lo.

    • Gálatas 1:3-4 Confiamos que seremos libertos “deste presente mundo mau”.

6. “Príncipe deste mundo”

    • João 12:31; 14:30; 16:11 “Príncipe deste mundo” é como Jesus identifica aquele que ele julga e expulsa.

    • Tiago 4:4; 1 João 2:15-17 O mundanismo pertence ao diabo. Deixe-o ficar com isso enquanto buscamos as coisas celestiais.

    • 1 João 5:4-5; 18-21 Nosso objetivo é vencer o mundo através da fé.

7. "O diabo"

    • 1 Pedro 5:8; Tiago 4:7 “O diabo” pretende “devorar-nos”. Ele pode ser resistido, porém, através da submissão a Deus.

    • 1 João 3:8-10 Ao cometer “pecado” nos conectamos com o diabo, mas pela justiça com Deus.

    • Mateus 25:41 O inferno estava preparado para punir o diabo.

8. “Satanás”

    • Marcos 4:14-15; Lucas 22:3 “Satanás” é aquele que afasta as pessoas da obediência ao evangelho e é aquele que leva as pessoas ao pecado.

    • Lucas 22:31; Jó 2:3-7 O poder que ele exerce é limitado por Deus, mas em cada tentação do homem há uma competição entre Deus e Satanás, tendo Deus confiança que podemos vencer.

    • 2 Coríntios 2:11 Não seja “ignorante dos seus ardis”. Conheça seu inimigo!

    • Romanos 16:20 Satanás será derrotado!

9. Um mentiroso e o pai das mentiras

    • João 8:44 Ele não é apenas um “mentiroso”, mas o pai da mentira.

    • Gênesis 3:1-5 A primeira mentira foi dele.

    • Romanos 3:4; João 17:17 Mesmo quando todos os outros mentem, Deus é verdadeiro; A sua “palavra é a verdade”.

    • Ele é o grande enganador.

    • Ele é o grande pretendente.

10. Um assassino desde o início

    • João 8:44 Ele não apenas mata, mas o faz deliberadamente, e sempre o fez.

    • Gênesis 2:16-17; 3:19; Romanos 5:12 A morte foi introduzida ao homem como consequência do pecado, sendo o pecado consequência da tentação, sendo a tentação obra do diabo.

    • Romanos 6:23; 1 João 5:11-13 Em contraste com a morte que vem do pecado, Deus através de Cristo oferece a vida eterna.

Quem é o Verdadeiro Inimigo do Cristão?


  1. Pregação sobre Egocentrismo: A mentalidade do Eu Primeiro Lucas 9:57-62
  2. 7 Características do Cristão Morno
  3. 7 Coisas que Você Precisa Saber Sobre Deus

Conclusão

    • Ele é conhecido por muitos nomes e descrições.

    • Ele é nosso inimigo e quer que percamos o céu.

    • Ele é astuto e usará qualquer ferramenta à sua disposição para nos fazer duvidar de nossa fé, ou ter confiança para simplesmente seguir em frente e fazer isso, você tem tempo.

    • A grande vantagem de aprender sobre o seu inimigo é perceber que VOCÊ (com a ajuda de Deus) tem poder sobre ele.

    • Você ganha a vantagem.

    • 

7 Obrigações dos Cristãos para com a Igreja.

Quais são as obrigações dos cristãos para com a Igreja?

    • Mateus 16:13-19

    • Estamos falando da Igreja do Senhor.

    • A igreja que Jesus disse que iria construir.

    • Também chamado de corpo de Cristo Efésios 1:22-23

    • As congregações eram chamadas de igrejas de Cristo Romanos 16:16

Publicidade

1. Obrigação de colocar em primeiro lugar

    • A igreja e o Reino são a mesma coisa. Mateus 6:33 “buscai primeiro…”

    • Coloque a igreja antes dos parentes Mateus 10:37

    • Coloque isso à frente dos prazeres pecaminosos Hebreus 11:24-26

    • Devemos também colocá-lo à frente do governo. Atos 5:29

2. Obrigação de Congregar

    • Jesus Cristo morreu pela igreja Efésios 5:25

    • Jesus comprou a igreja com Seu sangue Atos 20:28

    • O corpo de Cristo é a igreja de Cristo Colossenses 1:18

    • Existem muitos membros, mas um só corpo. 1 Coríntios 12:20

    • Não devemos abandonar a igreja.

    • Os cristãos deveriam querer estar onde Jesus está. Mateus 18:20 onde dois ou três...

    • Reunimo-nos com o propósito de partir o pão (festa memorial da Ceia do Senhor). Atos 20:7; 1 Coríntios 11:23-26

    • Podemos ensinar outros cantando. Colossenses 3:16; Efésios 5:19

3. Obrigação de Contribuir

    • Os cristãos devem apoiar a igreja local.

    • Cada um propõe em seu próprio coração o que dará à medida que prosperar.

    • Deve dar com alegria. 2 Coríntios 9:6-7

    • Devemos dar de acordo com o que temos 2 Coríntios 8:12

4. Obrigação de Orar

    • Devemos orar constantemente 1 Tessalonicenses 5:17; 1 Timóteo 2:8

    • Ore para que a igreja faça o que é certo 2 Coríntios 13:7

    • Ore para que a igreja espalhe o evangelho. Filipenses 4:15-16 (Lembre-se de quem é a igreja.)

    • Ore para que possamos continuar a nos reunir livremente, sem impedimentos das autoridades civis ou de pessoas más. 1 Timóteo 2:1-2

Publicidade

5. Obrigação de Trabalhar

    • Devemos abundar na obra do Senhor. 1 Coríntios 15:58

    • Ajude a igreja a espalhar o evangelho. Romanos 1:16; 1 Coríntios 15:1-2

    • Ajude a igreja a restaurar os que erram. Gálatas 6:1; Tiago 5:19-20

    • Apoie a igreja quando a disciplina for administrada contra os desordeiros. 1 Coríntios 5:4-5; Romanos 16:17-18; 2 Tessalonicenses 3:6

6. Obrigação de Defender

    • Lute fervorosamente pela fé Judas 3

    • Cristo a construiu, e ela foi projetada para resistir aos males de Satanás, mas somente com a nossa ajuda.

    • Cristo é a cabeça, mas nós somos seu corpo para realizar Sua obra hoje.  

    • Cristo é o salvador da igreja. Devemos manter as coisas alinhadas com a Sua vontade. Efésios 5:23

    • A igreja deve seguir a Cristo. João 14:6; 1 Coríntios 11:1 Seguir a Cristo nos dará a vitória que pertence a Ele.

7. Obrigação de ser fiel

    • Devemos suportar as tentações. Tiago 1:12

    • Devemos perseverar até o fim. Mateus 10:22; Apocalipse 2:10

    • Devemos obedecer aos mandamentos de Deus. Apocalipse 22:14

    • Devemos viver e morrer no Senhor para sermos abençoados. Apocalipse 14:13

    • Procure restaurar os discípulos que se afastaram. 2 Pedro 2:20-22; Hebreus 6:4-6

7 Obrigações dos Cristãos para com a Igreja?

Veja também

  1. Qual é a Verdadeira Igreja de Deus?
  2. Sinais de que Você Não é Cristão Preparado
  3. 7 Maneiras do Cristão se abrigar do Pecado 

Conclusão

    • Muitos de nós somos fiéis na maioria das coisas, e alguns são fiéis em algumas dessas coisas.

    • Devemos decidir tratar a Igreja da forma como ela deveria ser tratada. Como o corpo de Cristo deve ser reverenciado e respeitado.

    • Você está cumprindo suas obrigações para com esta igreja?

    • Se não, comece hoje.

    • Convite.


Como fazer uma Oração Poderosa?

 Oração Poderosa

Como podemos tornar a oração mais significativa?

Primeiras coisas primeiro: Você deve querer.

Introdução

A nossa vida de oração é tão importante quanto a nossa vida obediente no serviço a Deus. Precisamos nos concentrar no uso da oração. E ver se podemos melhorá-la.

Melhorar a nossa oração tornará toda a nossa vida mais significativa. Vejamos algumas coisas que podemos fazer para melhorar nossa vida de oração.

Publicidade

1. Oração Poderosa requer dedicação

O cristão médio passa um tempo muito limitado em oração. Muitas vezes reservamos a oração apenas para uso emergencial.

Quanto tempo você estima que gastou em oração ontem? Quanto tempo na semana passada?

Mais Danieis são necessários hoje (Dn 6:10).

Persistência na oração. Jesus ensinou duas parábolas sobre a importância da persistência na oração (Lucas, capítulos 11 e 18).

Em cada caso, a perseverança foi um ingrediente chave para o sucesso.

Combine Ação com Oração. Ore como se tudo dependesse de Deus.

2. Oração poderosa é específica

As orações são muitas vezes demasiado genéricas, demasiado vagas. Numa oração coletiva, talvez seja bom mantê-la geral.

Mais orações devem ser feitas por pessoas específicas, necessidades específicas, etc., apropriadas para a congregação.

Talvez se fizéssemos uma lista daqueles por quem precisamos orar, poderíamos ser específicos.

A oração deve ser adequada à ocasião e necessidade.

3. Oração Poderosa é fruto da fé

Tiago disse que a fé fraca e as orações fúteis estão ligadas (Tiago 1:6).

Dúvidas e incertezas atrapalham as orações.

A fonte para uma fé maior é a Palavra de Deus (Romanos 10:17).

Ore com maior zelo. É o entusiasmo ou fervor, assim declara Tiago (5:16).

As orações que vêm apenas dos lábios, e não dos corações, são ocas e vazias. Os fariseus dos dias de Jesus faziam essas orações.

4. Oração Poderosa: Não seja egoísta

Tiago também nos diz que um espírito cobiçoso atrapalha as nossas orações (4:2).

Corações egoístas não ganham os ouvidos de Deus.

Um Deus amoroso e generoso procura abençoar aqueles com espírito generoso.

Lembre-se de que uma oração deve estar de acordo com a vontade de Deus, não a sua.

Publicidade

5. Oração Poderosa é fruto de uma vida santificada

Torne-se mais piedoso

Quanto mais justos nos tornamos, mais a oração realiza (Tiago 5:16; 1 Pedro 3:12).

O sucesso de Elias na oração estava diretamente relacionado à sua retidão na vida.

O espírito rebelde e os pecados sem arrependimento sempre atrapalharão nossas orações (Provérbios 1:28; Isaías 59:2).

6. Oração Poderosa requer Melhorar Relacionamentos

Pedro nos diz que os relacionamentos entre maridos e esposas ajudam ou atrapalham as orações (1 Pedro 3:7).

Quando os relacionamentos entre cônjuges se rompem, nosso relacionamento com Deus é afetado.

Outros relacionamentos podem ser rompidos e fazer com que nossas orações sejam afetadas.

A primeira bem-aventurança mencionada por Jesus no Sermão da Montanha foi sobre a humildade (Mateus 5:3).

O coração orgulhoso é rejeitado por Deus (Tiago 4:6).

A oração do fariseu foi rejeitada por causa do orgulho (Lucas 18).

7. Oração Poderosa Cultive um espírito perdoador

Jesus declarou que não podemos esperar o perdão de Deus se nos recusarmos a perdoar o próximo (Mateus 6:12).

Esta é apenas uma das inúmeras advertências bíblicas de que o tratamento que Deus dispensa a nós está relacionado com o tratamento que dispensamos aos outros.

Então trabalhe como se tudo dependesse de você.

Como fazer uma Oração Poderosa?

Veja também

  1. Pregação Tudo é possível ao que crê - Marcos 9:23
  2.  Rompendo os Obstáculos para obter a Vitória| 2 Reis 5:10-14
  3. Oração Perfeita que Emana do Coração. Sal 86

Conclusão

A oração é a nossa tábua de salvação para o Criador.

A oração é como agradecemos a Deus pelas bênçãos.

A oração é como podemos pedir a Deus que cuide dos outros e até de nós mesmos.

Para orar eficazmente, devemos querer orar melhor.

Examine-se e veja se não há uma maneira de melhorar sua vida de oração.

Por que é Ótimo ser Cristão?

 Por que é ótimo ser cristão?

    •  Muitos, durante muito tempo, tiveram a ideia de que o Cristianismo é sombrio, taciturno e triste. E que é só para velhinhas e crianças.

    •  Mas este quadro é exatamente o oposto como podemos ver nas escrituras.

    •  Aqueles cristãos há mais de 1.900 anos eram felizes e alegres. A igreja primitiva era composta de jovens e idosos, homens e mulheres.

Publicidade

    •  Filipe pregou ao nobre etíope sobre o Senhor, Atos 8:35-39.

    •  Quando o homem ouviu a pregação, acreditou nela, confessou a Cristo como Senhor e foi batizado, somos informados de que “ele seguiu seu caminho regozijante”.

    •  Paulo e Silas, mesmo na prisão, cantavam louvores a Deus e também pregavam Cristo ao seu carcereiro. Atos 16:25-34; Tia. 5:13.

    •  Depois que o carcereiro foi batizado em Cristo, ele “se alegrou, crendo em Deus com toda a sua casa”. 34.

    •  Mesmo quando foram perseguidos, os cristãos "alegraram-se por terem sido considerados dignos de sofrer vergonha por causa do seu nome". Atos 5:41.

    •  De todos os que vivem nesta terra, os cristãos têm mais e melhores razões para serem felizes do que outros! Por que?

PORQUE DEUS NOS AMA E QUER QUE SEJAMOS SALVOS.

    •  Apesar dos nossos erros e do conhecimento de que não podemos salvar a nós mesmos, Deus cuida de nós. 2 animal de estimação. 3: 9.

    •  “Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia”. Sal. 46:1.

    •  E embora todos nós tenhamos pecado e destituídos da glória de Deus, Rom. 3:23, Deus nos ama.

    •  "Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." Jo. 3:16.

    •  Mesmo antes do Seu nascimento, foi anunciado: “Chamarás o seu nome Jesus, porque ele salvará o seu povo dos seus pecados”. Mateus 1:21.

    •  Por que não deveríamos estar felizes e confiantes?

    •  Deus cuida de nós. E, "se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que não poupou a seu próprio Filho, mas o entregou por todos nós, como não nos dará também com ele todas as coisas?" ROM. 8:31,32.

PORQUE CRISTO MORREU NA CRUZ CRUEL PARA NOS SALVAR DE NOSSOS PECADOS.

    •  Qual é o maior grau de amor que um homem pode demonstrar?

    • Jesus responde: "Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos." João. 15:13. “Vocês serão meus amigos se obedecerem aos meus mandamentos”, vs. 14.

    •  E Ele fez exatamente isso. Não porque éramos bons e justos, mas "Deus prova seu amor para conosco, em que, sendo nós ainda pecadores, Cristo morreu por nós". ROM. 5:8.

    •  Porque todos pecamos, Rom. 3:23, devemos morrer: “O salário do pecado é a morte”, Rom. 6:23.

    •  Mas, a próxima frase desse versículo é: “mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor”.

    •  Então, este é o nosso motivo de alegria! Não porque sejamos pecadores, mas porque Cristo morreu por nós.

    •  “Para que ele, pela graça de Deus, provasse a morte por todo homem”. Heb. 2:14; Tito 2:11,12.

    •  Muitas vezes cantamos: “O que pode tirar meu pecado? Nada além do sangue de Jesus”.

    •  E isso está certo, pois “Sem derramamento de sangue não há remissão”. Heb. 9:22.

    •  Mas, enquanto estávamos escravizados pelo pecado, Heb. 2:15; ROM. 6:16, Cristo pagou o preço da nossa redenção. 1 animal de estimação. 1:18,19.

    •  Sim, é ótimo ser cristão!

    •  Pois temos “ousadia para entrar no Santo dos Santos, pelo sangue de Jesus, por um caminho novo e vivo”. Heb. 10:19 20.

PORQUE JESUS ​​CRISTO É O NOSSO GRANDE SUMO SACERDOTE.

    •  Como criaturas pecadoras, não podemos chegar diante de Deus e defender a nossa causa sozinhos.

    •  Mas Jesus pode e faz. “E se alguém pecar, temos um Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo”. 1 João. 2: 1.

    •  Ele é nosso Sumo Sacerdote, oferecendo Seu próprio sangue para a purificação dos nossos pecados.

    •  “Convinha que ele fosse semelhante a seus irmãos, para ser um sumo sacerdote misericordioso e fiel nas coisas referentes a Deus, para expiar os pecados do povo...” Heb. 2:17; 4:15.

    •  Seus inimigos pensaram que, ao matá-Lo, Sua obra terminaria.

    •  Mas, Ele ressuscitou dos mortos!

    •  Agora, “Ele é capaz de salvar perfeitamente os que por ele se chegam a Deus, visto que vive sempre para interceder por eles”. Heb. 7:25.

    •  Ao procurarmos chegar a Deus, devemos saber que Cristo é o único caminho. João. 14:6.

    •  Sim, é ótimo ser cristão porque Cristo é nosso Grande Sumo Sacerdote.

Publicidade

POR CAUSA DO PROPÓSITO E SIGNIFICADO DA VIDA.

    •  Os filósofos, ao longo dos tempos, têm procurado uma resposta para a pergunta: “Qual é o propósito da vida?”

    •  O homem nunca poderá fornecer a resposta por si mesmo. Jer. 10;23.

    •  Mas Deus pode e faz: “Ouça a conclusão de todo o assunto: Tema a Deus e guarde os seus mandamentos, pois este é todo o dever do homem”. Ecl. 12:13.

    •  A falta de objetivo que se manifesta na nossa sociedade hoje é atribuível a uma perda de fé em Deus e em Cristo.

    •  Quando o homem se afasta de Deus, ele perde o propósito de viver!

    •  Jesus destacou isso em Sua própria vida na terra.

    •  “A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou, e realizar a sua obra... Desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou”. João. 4:34; 6:38.

    • O Senhor cumpriu esse propósito, pois em Sua oração, pouco antes de Sua morte, Ele disse;

    •  "Eu te glorifiquei na terra: terminei a obra que me deste para fazer." João. 17:4.

    •  E somente quando “glorificarmos a Deus” em nossas vidas nesta terra, poderemos dizer que cumprimos Seu propósito ao nos dar vida. 1 Cor. 6:19,20.

    •  Para resumir o significado da existência do homem nesta terra, o apóstolo Paulo disse:

    •  “Para que buscassem a Deus...” Atos 17:27.

    •  Sim, é ótimo ser cristão, porque essa vida é a única que cumpre o propósito da vida.

POR CAUSA DA COMUNHÃO COM OUTROS CRISTÃOS.

    • Resposta: Alguém disse: “Nenhum homem é uma ilha”. ROM. 14:7.

    •  Dependemos uns dos outros. E com razão.

    •  Mas o cerne do Cristianismo é que somos um em Cristo. 1 Cor. 1:10; 12:25,26.

    •  Os cristãos em Jerusalém, há mais de 1.900 anos, sentiam-se e viviam desta forma. Atos 4:32.

    •  Precisamos uns dos outros. Precisamos da força, do incentivo e da sabedoria uns dos outros. Especialmente em momentos de tristeza e pesar.

    •  Somos exortados a “permanecer firmes num só espírito e com uma só mente, lutando juntos pela fé do evangelho”. Fil. 1:27.

    •  O salmista escreveu: “Eis que quão bom e quão agradável é que os irmãos vivam juntos em unidade!” Sal. 133:1.

    •  E ainda é. Podemos ir ao Livro de Deus e “confortar uns aos outros com estas palavras...” 1 Tes. 4:18; 5:11.

    •  Sozinho, posso não conseguir ficar de pé, mas com outros cristãos consigo. Ef. 4:16.

POR CAUSA DA PAZ QUE TRAZ.

    •  Neste mundo de turbulência, raiva e conflito em que vivemos, a paz é um tesouro cobiçado.

    •  Mas apenas o “Príncipe da Paz”, Isa. 9:6, pode trazer verdadeira paz às nossas vidas.

    •  É somente em Cristo que “temos paz com Deus”. Rom. 5:1.

    •  O Seu sacrifício torna essa paz possível: “Tendo feito a paz pelo sangue da Sua cruz”. Col. 1:20.

    •  Quando Paulo fala de estarmos em paz com Deus, observe o que ele diz sobre Cristo. Ef. 2:14-16.

    •  Assim, em Cristo, temos paz com Deus e uns com os outros.

    •  O Senhor discute outro tipo de paz que é vital no Cristianismo.

    •  Ele diz: “Não fique ansioso pelo amanhã”. Mt 6;34.

    •  Mas como podemos evitar as preocupações e ansiedades que nos atormentam?

    •  Mateus 6:33 diz: “Buscai primeiro o reino de Deus e a sua justiça...”

    •  Em outras palavras, seja um cristão.

    •  Este é o único caminho para a verdadeira paz de espírito.

    •  Quando colocamos nossa confiança Nele, vivemos em obediência amorosa à Sua vontade, então podemos nos regozijar no Senhor. Fil. 4: 4-7.

    •  Então poderemos cantar com sinceridade: "Tenho a paz que penetra em meu coração."

POR CAUSA DA GARANTIA DO CÉU.

    •  Paulo escreveu em 1 Cor. 15:19: "Se apenas esperamos em Cristo nesta vida, somos os mais lamentáveis ​​de todos os homens."

    •  E como isso é certo! A vida aqui, com todos os seus problemas, tentações e turbulências, é tolerável por causa da esperança que temos no Senhor Jesus.

    •  Ele foi preparar-nos um lugar. João. 14:1-3.

    •  É ótimo ser cristão porque nossa esperança não está centrada aqui, mas no céu.

    •  Observe o que Pedro disse em: 1 Ped. 1:3,4.

    •  Assim como uma criança antecipa as alegrias de uma festa de aniversário, o filho de Deus vive com esperança de eternidade no céu.

    •  Jesus prometeu: “Sê fiel até a morte, e eu te darei a coroa da vida”. Apocalipse 2:10.

    •  Mas que garantia podemos ter de que realmente iremos para o céu?

    •  João responde a esta pergunta nos seguintes textos: 1 João. 1:7; 2:1, 3; 3:22; 5:;;11,13.

Por que é Ótimo ser Cristão?
Veja também
  1. Pregação sobre Transformando Maldição em Benção
  2. Pregação sobre Toda a ferramenta preparada contra ti não prosperará Isaías 54:17
  3. Buscai ao Senhor enquanto se pode achar  Isaías 55:6


Conclusão

    • 1. Sim, é ótimo ser cristão.

    • 2. A alegria e felicidade de servi-Lo nesta vida.

    • 3. A ajuda dada pelo Senhor e pelos nossos irmãos.

    • 4. A antecipação da eternidade com Deus no céu.

    • 5. Tudo isso faz com que as labutas da estrada pareçam nada.

    • 6. Paulo expressa isso apropriadamente; ROM. 8:18: "Porque tenho para mim que os sofrimentos do tempo presente não podem ser comparados com a glória que nos será revelada." 2 Cor. 4:16-18.

    • 7. É ótimo ser cristão, porque a vida sem Cristo não valeria a pena ser vivida.

    • 8. Você é cristão? Se não, por que não?

Pregação sobre Egocentrismo: A mentalidade do Eu Primeiro Lucas 9:57-62

Pregação sobre Egocentrismo: Jesus condena a mentalidade do "Eu Primeiro" Lucas 9:57-62

À medida que Jesus cumpria Seu ministério terreno, as pessoas queriam segui-Lo ou eram convidadas por Ele;

No entanto, alguns desejaram fazê-lo em seus próprios termos – Lc 9:57-62

"Senhor, deixe -me primeiro enterrar meu pai."

Publicidade

"Senhor, eu te seguirei, mas deixe- me primeiro ir me despedir daqueles que estão em minha casa."

Esta mentalidade de “eu primeiro” era fundamentalmente oposta ao conceito de Jesus de segui-lo...

  • Ele exigiu que alguém “negasse a si mesmo” para segui-Lo – Lc 9:23
  • Ele exigia que alguém “odiasse... também a sua própria vida” – Lc 14:26

[Vivendo em uma cultura que elogia colocar a si mesmo em primeiro lugar1" ,

É fácil para os cristãos adotarem esta mentalidade de “eu primeiro”.

No entanto, muitos colocam frequentemente os interesses pessoais antes das oportunidades de frequentar os cultos. A frequência aleatória aos cultos é um sinal da mentalidade do “eu primeiro”

1. O Egocentrismo na nossa contribuição.

Os cristãos são instruídos a dar a sua prosperidade para satisfazer certas necessidades – 1Co 16:1-2 ; 2Co 9:7-9

No entanto, muitos darão com moderação porque:

  • Eles querem gastar o máximo possível em coisas para si mesmos
  • Eles falharam em orçamentar adequadamente sua contribuição para o Senhor
  • Eles estão sobrecarregados com contas de coisas que não são necessidades, mas na verdade luxos

A doação negligente da nossa prosperidade é um sinal da mentalidade do “eu primeiro”

2. O Egocentrismo no servir aos outros

Deus abençoou cada um de nós com dons para servir uns aos outros – Romanos 12:3-8 ; 1Pe 4:10-11

Contudo, muitos fazem pouco esforço para fazer a sua parte no trabalho da congregação local:

  • Eles não aprendem os nomes dos outros membros
  • Eles não procuram encontrar o “dom” ou habilidade que Deus lhes deu

Os homens não comparecem às reuniões de negócios; mulheres não dão aulas. Eles podem frequentar a igreja, mas apenas para receber, não para dar de si mesmos

A falta de envolvimento na igreja local é um sinal da mentalidade do “eu primeiro”

3. O Egocentrismo nas relações familiares.

Os cristãos têm deveres para com os membros de suas famílias físicas – Cl 3:18-21;Ep 5:22,25,33

Muitas famílias sofrem quando as pessoas buscam seus próprios interesses acima dos outros

  • Quando maridos e esposas são egoístas no trato um com o outro
  • Quando os pais se discutem sem levar em conta o impacto sobre os filhos
  • Quando os filhos deixam de honrar e obedecer aos pais
  • Abundam famílias disfuncionais onde existe a mentalidade do “eu primeiro”

E é prejudicial para nossas almas

E para aquelas almas ao nosso redor.

Publicidade

4. Formas de vencer o egocentrismo na vida cristã

1. Ele veio a esta terra porque colocou os outros em primeiro lugar – 2Co 8:9; Mt 20:28

Somos chamados a adornar a mesma mente ou atitude – Filipenses 2:3-8. Não fazer nada por ambição egoísta ou vaidade

Para estimar os outros melhores do que nós mesmos. Zelar pelos interesses dos outros

Jesus exemplificou o princípio de “os outros primeiro” que Ele deseja em nós também

  • Observe a sua grande liberalidade apesar da sua própria pobreza – 2Co 8:1-4
  • Observe por que eles foram tão gentis ao pensar primeiro nos outros – 2Co 8:5

Eles primeiro se entregaram ao Senhor, depois aos outros!

A mentalidade de “Senhor primeiro” em vez de “eu primeiro” permitiu-lhes colocar “os outros em primeiro lugar”

A liberalidade deles continuou em apoiar Paulo na pregação do evangelho – cf. Filipenses 4:10-18

Colocar Deus e os outros em primeiro lugar garantiu que suas necessidades seriam atendidas - Filipenses 4:19

Pregação sobre Egocentrismo: Jesus condena a mentalidade do Eu Primeiro Lucas 9:57-62

Veja também

  1. 7 Características do Cristão Morno
  2. 7 Coisas que Você Precisa Saber Sobre Deus
  3. 7 Coisas que Paulo fez pelos Tessalonicenses 

Conclusão

Temos a mentalidade do "eu primeiro"...? Se o fizermos, não poderemos ser discípulos de Jesus. Se o fizermos, a igreja e as nossas próprias vidas espirituais sofrerão. Queremos nos livrar da mentalidade do “eu primeiro”...?

A mentalidade do “eu primeiro” será destruída quando adotarmos o princípio “os outros primeiro”

O princípio “os outros primeiro” será desenvolvido à medida que colocarmos “o reino de Deus em primeiro lugar” – Mt 6:33

Quando realmente colocamos o reino de Deus e dos outros antes de nós mesmos,

Então o Senhor providenciará para que tenhamos as coisas de que necessitamos...

 

Cuidado com as Traduções e Versões Bíblicas

Cuidado com Traduções e Versões Bíblicas

    • Existem muitas versões bíblicas disponíveis hoje, principalmente em aplicativos para celulares.

    • É importante lembrar que nosso objetivo é examinar as escrituras e ver por nós mesmos o que Deus deseja.

    • É importante que entendamos os limites de uma tradução bíblica. O passo mais importante que você deve dar continuamente é a leitura regular da Bíblia!

Publicidade

    • Para aqueles que desejam ouvir a leitura da Bíblia, existem muitas gravações de áudio disponíveis para esse fim.

    • Você pode reproduzir uma gravação da Bíblia enquanto dirige ou faz outras atividades.

    • A leitura da Bíblia permite que você se familiarize mais com o contexto e o tema geral da Bíblia. (1 Timóteo 4:13)

    • Durante a leitura, você deve anotar palavras e passagens que não entende e desenvolver um processo que lhe permitirá estudar mais a fundo.

Como usar diferentes traduções

    • Uma determinada tradução ou versão é precisa? “Alguns princípios para determinar a dignidade de uma versão específica das Escrituras são oportunos:

    • Toda tradução está correta? Será o tradutor inspirado por Deus para fazer o seu trabalho?

    • Se a tradução for feita com precisão, não perdemos o significado original, como alguns afirmam, mas sim o ganhamos!

    • Embora seja desejável um português claro e compreensível, ele não deve ser adquirido às custas da verdade, como tem sido feito com a maioria das versões modernas.

    • De que serve um português claro e compreensível que não traduz a verdade?

    • Todas as palavras adicionadas conforme considerado necessário pelo tradutor devem estar em itálico para sinalizar sua adição.

    • As traduções em grupo são muito mais preferíveis do que as traduções individuais, porque seria mais provável que um único homem impusesse as suas ideias, doutrinas e comentários ao seu trabalho, sem ser restringido ou controlado pelo grupo.

    • A tradução indica onde foram adicionadas palavras que não estavam no idioma original?

    • Uma das principais falhas de algumas versões é a omissão do itálico sempre que as palavras foram fornecidas pelos tradutores, não dando assim nenhuma indicação de onde falava o texto sagrado ou de onde falaram os tradutores. -

    • A tradução mostra um viés doutrinário?

    • Você deve comparar as versões e dar peso às versões mais precisas.

    • Quando há um conflito nas traduções, você deve usar estudos de palavras para resolver quaisquer dúvidas.

Publicidade

Como fazer um estudo bíblico de palavras?

    • As palavras  hoje podem ter significados estranhos ao significado das palavras originais da Bíblia.

    • O uso de algumas versões modernas pode desviar o aluno do significado original da palavra.

    • A maioria das versões da Bíblia usa palavras transliteradas (como “apóstolo” ou “batismo”) que não são traduzidas.

    • Os estudos de palavras ajudam a responder aos erros religiosos.

    • Os estudos de palavras nos ajudam a evitar a afirmação errada com base no significado assumido de uma palavra em inglês

    • Você encontraria isso em uma concordância e seria capaz de encontrar todas as passagens da Bíblia com essa palavra.

    • Você então leria cada um deles em seu contexto para entender o significado da palavra e como ela é usada.

    • Pesquise a palavra hebraica/grega.

    • Você precisa de ajuda aqui.

    • Freqüentemente, uma palavra traduzida tem várias definições possíveis.

    • A definição adequada de uma palavra é determinada no contexto.

Cuidado com Traduções e Versões Bíblicas

Veja também

Resumo

    • Ferramentas Bíblicas

    • Traduções

    • Estudos de palavras

    • Todos são importantes para aprender o que está na Bíblia e seu significado e mensagem para nós.

    • O que importa é o que fazemos com esse conhecimento.

    • Devemos aplicá-lo em nossa vida diária.


Minha Vida Cristã Não é da Sua Conta?

Minha Vida Cristã Não é da Sua Conta?

Por que não deixar a Bíblia responder a essa pergunta?

É realmente triste, mas vivemos numa sociedade onde há muitos que querem servir a Deus nos seus próprios termos.  

Eles querem poder assistir aos cultos quando quiserem e querem viver como quiserem e ainda professarem seguir a Deus.  

Devemos nos preocupar com a forma como alguém vive, especialmente nosso irmão em Cristo?

Publicidade

1. Sua vida Cristã deve Prestar Contas a Deus –

Em primeiro lugar, devemos compreender que tudo o que fazemos é assunto de Deus.  

Ele vê tudo o que fazemos e até sabe o que pensamos.

Hebreus 4:13  nos diz que não podemos nos esconder de Deus.  

Não há criatura escondida de Sua vista E nós lhe daremos contas. 1 Coríntios 4:5  nos diz que chegará um tempo em que os conselhos do coração serão julgados.

Atos 17:31  nos diz que Ele designou um dia em que julgará o mundo.

2 Tessalonicenses 1:8  nos diz que com chama de fogo Ele se vingará daqueles que não O conhecem e daqueles que não obedecem ao evangelho.  

Considerando que um dia estaremos diante Dele, devemos nos preocupar que Ele se importe.

1 Coríntios 6:20  nos lembra que um preço foi pago pela nossa redenção.  

Por causa disso, temos a responsabilidade de “glorificar a Deus em seu corpo e em seu espírito”. 

SE vamos servir a Deus (com reverência e temor a Deus) com QUALQUER esperança de salvação, será importante para nós como nossa conduta O afetará.

2. Sua Vida Cristã deve Prestar Contas a Cristo

Tal como acontece com Deus,  2 Coríntios 5:10  nos diz que todos devemos comparecer perante o tribunal de Cristo.  

É a Sua palavra que determinará a nossa salvação –  João 12:48 .

1 Coríntios 6:15-20  descreve como pertencemos a Cristo e a maneira como vivemos reflete isso.

Marcos 8:38  – quem se envergonhar de mim e da minha palavra…

Sim, nossas ações falam muito sobre o que está em nossos corações e mentes.

Se houver alguma esperança de salvação depois desta vida, é melhor sabermos que o que fazemos É assunto de nosso Senhor.

3. Sua vida Cristã deve Prestar Contas ao Espírito –

A Bíblia é produto do Espírito Santo.  

Uma lição em si pode ser apresentada demonstrando como a palavra de Deus é obra do espírito.  

Ele revelou a Palavra para seguirmos –  1 Coríntios 2:10-13 ,  Efésios 3:3-5  tem Paulo explicando que o que ele escreveu e ensinou foi um produto do Espírito Santo.

SE a Bíblia é um produto do Espírito Santo, então ela vem de Deus e DEVE ser respeitada (cf.  1 Pedro 4:11 ).

Quando rejeitamos a palavra de Deus seremos uma decepção para o Espírito Santo.  Efésios 4:30  nos diz para não entristecermos o Espírito Santo de Deus.  

O texto indica que isso é feito através da nossa conduta para com os outros.

1 Pedro 4:14-16  – O Espírito da glória e de Deus repousa sobre você?

4. Sua vida Cristão deve Prestar Contas a igreja –

Quer queiramos enfrentá-lo ou não, as nossas ações são um reflexo do corpo de Cristo. 

A maioria das cartas de Paulo foram escritas às igrejas e abordavam preocupações, muitas vezes tratando de como a nossa conduta afeta os outros.

1 Coríntios 12:26  – como corpo de Cristo, se um membro sofre, todos sofrerão.

Romanos 2:24  encontra Paulo dizendo que o nome do Senhor foi blasfemado como resultado da conduta pecaminosa de alguns na igreja de Roma.

Isso não significa que a igreja irá gerenciar sua vida, mas se você estiver envolvido em uma conduta imprópria para um cristão ou que traga reprovação ao corpo de Cristo, eles agirão preocupados com sua alma.

Além disso, recebemos instruções claras para lidar com alguém que não está vivendo como deveria.  

Às vezes chamamos isso de disciplina, mas na verdade foram os passos finais da disciplina que falharam até aquele ponto.   

Em  1 Coríntios 5:11-13 , lemos que não estamos na companhia de um irmão surpreendido em conduta pecaminosa.

2 Tessalonicenses 3:6  nos diz para nos afastarmos de todo irmão que anda desordenadamente.

Por causa de passagens como essas, a conduta de alguém pode muito bem ser assunto da igreja do Senhor em um determinado local.

Publicidade

 5. Sua vida Cristã deve Prestar Contas aos irmãos na fé –

Junto com a igreja e seu trabalho, como irmão ou irmã em Cristo, devemos nos preocupar com você e sua alma. 

Em  Gálatas 6:1-2  – somos obrigados a procurar restaurar um irmão surpreendido em uma transgressão.

Jesus ensinou em  Mateus 18:15-17 , Antes que um assunto seja levado à igreja, os indivíduos envolvidos devem responder Primeiro.

Em  1 Coríntios 8:9-13 , Paulo desafiou esses irmãos a pensarem uns nos outros em sua conduta.  

Ele advertiu cada um de nós para não permitir que sua liberdade se tornasse uma pedra de tropeço para seu irmão.  

Como filho de Deus, isso me diz que é MEU dever ter certeza de que não estou fazendo nada que possa prejudicar meu irmão.  

SE ele vê algo que não está certo, não é da sua conta fazer o que precisa para poder viver piedosamente e sem tentações indevidas de pecar?

Amigos, se seus irmãos se preocupam com vocês, eles farão questão de ajudá-los a se tornarem justos com Deus, mesmo correndo o risco de um relacionamento.

Eu já disse isso antes – devemos ser gratos porque os irmãos se importam o suficiente para vir até nós com preocupações.

Lembre-se de que nosso comportamento reflete na igreja e em nossos irmãos.

Que nos lembremos continuamente de que ESTAMOS influenciando nossos próximos, gostemos ou não.

Nós somos ordenados a nos comportar adequadamente com aqueles que estão fora do corpo de Cristo.

1 Tessalonicenses 4:12  nos pede para andarmos corretamente em direção aos que estão de fora.

Mateus 5:16  – deixe suas luzes brilharem…

Romanos 13:1-5  – obedeça ao governo.  

Quando violamos as leis do país, não apenas prestamos contas a Deus, mas também ao próprio governo.  

E precisamos ter em mente como isso poderia refletir a nossa influência em relação à igreja.

6. Sua Vida Cristão deve Prestar Contas a sua família –

Às vezes, dentro de casa, há quem não queira se submeter ao padrão de Deus.  

Quer seja seu cônjuge, seu filho, seu pai ou irmão, existem padrões a serem considerados.  

O que fazemos em tais circunstâncias?

Colossenses 3:18-21  – fala das responsabilidades de vários membros da família. 

1 Timóteo 5:8  – se alguém deixa de sustentar sua família é pior do que um incrédulo.

Uma parte da criação dos filhos é corrigi-los.  

Pode uma criança viver em rebelião e isso não ser uma preocupação para os seus pais?

Provérbios 13:24  diz: “Quem poupa a vara odeia seu filho, mas quem o ama o disciplina prontamente”.

É função do marido que sua esposa siga as instruções de Deus?  

É da conta da esposa que o homem siga as instruções de Deus?

Até que ponto nós, como irmãos, nos preocupamos quando vemos famílias ímpias em perigo?  

Mais uma vez, não acredito que devamos gerir, especialmente outra família, e devemos dar ampla liberdade de julgamento, mas quando uma criança está em perigo ou um casamento está em perigo, devemos fazer o que pudermos para salvar esse relacionamento.  

Nós vamos?   E se você é aquele cujos laços familiares estão em perigo, você ouvirá?

7. Sua Vida Cristã é da Tua Conta

Tendo dito tudo isso, o ponto principal é que se você ficar chateado quando um irmão genuinamente preocupado vem até você, VOCÊ tem o problema.  

Seu negócio é cuidar do Seu negócio para que outros não precisem fazer isso.

Considere o contexto de  1 Tessalonicenses. 4:11 .  

Foi escrito para irmãos que não estavam trabalhando (isto é, cuidando da família e estavam ociosos) e, como resultado, estavam se intrometendo nos assuntos dos outros.  

Em vez de serem produtivos, eles estavam se tornando fofoqueiros e críticos de todos os demais.  

Eles ignoraram o perigo em suas próprias vidas.

A admoestação de Paulo foi para que “aspirassem a levar uma vida tranquila, a cuidar da sua própria vida e a trabalhar com as próprias mãos, como lhes ordenamos”.  

Não era uma questão de preocupação com os outros, era um fracasso pessoal que fazia com que alguém não estivesse ocupado fazendo coisas boas em sua própria vida.  

Então, na realidade, a mensagem NÃO é sobre outros vindo até você com preocupações, mas sobre você viver de forma que eles não precisem vir até você com tais coisas.

Gálatas 6:3-5  convida cada um de nós a examinar as nossas próprias obras e a carregar a nossa própria carga.   2 Coríntios 13:5  exige que examinemos e provemos a nós mesmos, para que não sejamos desqualificados.

Minha Vida Cristã Não é da Sua Conta?

Leia também

  1. Por que Muitos Pastores Negligenciam a Disciplina Eclesial?
  2. Os Valores Pessoais e os Princípios Bíblicos na Vida Cristã
  3. Pregação sobre Usos e Costumes

Conclusão: 

Considerando como um dia você irá se apresentar diante de Deus e prestar contas de sua própria vida –  2 Coríntios 5:10  – é melhor você cuidar de si mesmo.  

E se o seu irmão te ama o suficiente para vir até você com uma preocupação:

Em vez de dizer a ele para cuidar da própria vida, seja grato por ele se importar o suficiente comigo para me dizer o que PRECISO ouvir em vez do que queremos ouvir.

Esse é um verdadeiro amigo.  

Salomão disse isso: “Fiéis são as feridas de um amigo, mas os beijos de um inimigo são enganosos”. ( Provérbios 27:6 )  

Considere estas coisas.

7 Características do Cristão Morno

¹⁵ Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente! ¹⁶ Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca. Apocalipse 3:15,16

7 Características do Cristão Morno

Introdução

    • Muitas vezes o problema reside no fato de sermos tão pequenos em comparação com este mundo e sentirmos que precisamos de fazer a diferença no mundo.  Com objetivos tão elevados, todos admitirão a derrota antes mesmo de fazerem qualquer esforço.

Publicidade

    • Podemos relacionar-nos com isto se olharmos para a ideia de líquidos frios e quentes. Quando está calor e você está trabalhando duro lá fora, você sabe que a água fria ou alguma outra bebida esfria você dentro.

    • Quando o tempo está frio, nada aquece tão bem quanto uma xícara de chocolate quente, chá ou café. Isso te aquece por dentro. De qualquer forma, o líquido fará a diferença na forma como nos sentimos.

1. Cristãos mornos não fazem a diferença

    • O problema de ser morno é que tudo parece bem por fora.  Eles parecem ser pessoas de boa moral, e achamos que isso é bom o suficiente para Deus na maioria das vezes.

    • Mas essa é uma falsa percepção. Cristãos mornos não fazem a diferença que Deus deseja nas pessoas ao seu redor.

    • Os cristãos mornos têm muito pouco impacto nas vidas daqueles com quem entram em contacto.

    • Claro, eles têm algumas boas qualidades,

    • E talvez eles se sintam bem consigo mesmos por causa de suas boas qualidades.

    • A verdade é que essas pessoas não são totalmente devotadas a Deus.

2. Cristãos Mornos Amam a Deus

    • Mas não como o primeiro em suas vidas.  Eles consideram que apenas os cristãos “extremos” realmente amam a Deus de todo o coração.

    • Logicamente, eles sabem que Deus deveria vir em primeiro lugar, mas não O colocam consistentemente lá.

    • Mateus 6:33 – “Busque primeiro”

    • Mateus 22:37-39 – o primeiro e o segundo maiores mandamentos.

3. Cristãos mornos não são cheios de mera religiosidade

    • Claro, eles sabem que servir a Deus é importante e tudo mais.

    • Mas eles não acreditam que seja importante fazer um espetáculo de si mesmos para mostrar o quanto são religiosos.

    • Eles querem religião apenas o suficiente para acalmar a sua consciência e ficar longe de problemas.

    • 2 Timóteo 3:5 – “mantendo uma forma de piedade, mas negando o seu poder”.

    • Eles reconhecerão que existe uma igreja verdadeira e provavelmente é esta.  Mas eles não integram isso em suas vidas.

    • O apego à sã doutrina é mantido no edifício da igreja, mas não é levado aonde quer que vão.

    • 2 Timóteo 4:3-5 - não suportar a sã doutrina;

    • Efésios 1:18-23

4. Cristãos mornos apenas fingem amar os outros

    • Em teoria, tal conceito de amar os outros parece bom. Mas raramente fazem algo pelos outros, a menos que consigam obter algo com isso.

    • Fazer o bem aos outros geralmente se limita a alguns amigos ou familiares.  E talvez quando for conveniente.

    • Lembre-se de Mateus 22:39-40 – para amar o próximo como a si mesmo.

Publicidade

5. Cristãos Mornos Têm Boas Intenções, mas não tem zelo

    • Claro, Algum dia, vou ensinar meu vizinho.

    • Algum dia estudarei minha Bíblia como deveria.

    • Algum dia começarei a assistir a todos os cultos.

    • Algum dia farei os sacrifícios necessários.

    • Somos instruídos a resgatar nosso tempo e usá-lo com sabedoria. Efésios 5:15-16. 

    • Este parece ser o “velo de ouro” para estas pessoas. Eles falam sobre crescer em zelo e conhecimento e em outras coisas espirituais.

    • Mas eles nunca chegam a isso.

    • Aprender sobre o grande zelo dos outros nunca os inspira a trabalhar para fazer a diferença (mesmo em si mesmos).

    • Hebreus 12:1-6 – grandes testemunhas devem inspirar-nos a concentrar-nos em Cristo e a correr a corrida com perseverança.

6. Cristãos mornos muitas vezes ficam em silêncio sobre sua fé

    • Às vezes eles dão um bom exemplo para os outros. E às vezes eles têm uma influência positiva sobre os outros.

    • No entanto, raramente reservam tempo para ter uma discussão significativa sobre salvação ou doutrina, ou qualquer coisa que tenha a ver com Deus.

    • É como se eles tivessem vergonha do evangelho.

    • Romanos 1:16 – não ter vergonha do evangelho

7. Cristãos mornos dependem de si mesmos

    • Eles não aprenderam a confiar em Deus.  Eles organizam suas vidas para que possam permanecer confortáveis.

    • Igreja suficiente para me sentir bem comigo.

    • Eles acreditam que Deus existe,  Mas não corra o risco de defendê-lo.  Provérbios 3:5-12

7 Características do Crente Morno

Leia também

  1. 7 Coisas que Você Precisa Saber Sobre Deus
  2. 7 Coisas que Paulo fez pelos Tessalonicenses 
  3. O que você deve dizer para os Aflitos?

Conclusão

    • Infelizmente, parte disso pode se aplicar a você.

    • Podemos ficar presos em nossas zonas de conforto e deixar de exercer a religião e a fé puras.

    • Os cristãos devem impactar o mundo para sempre.

    • Tito 3:14 “E que o nosso povo também aprenda a praticar boas ações para atender às necessidades urgentes, para que não seja infrutífero”.

    • Agora você sabe por que a morno é tão repugnante para o Senhor.

    • Você está pronto para fazer a diferença?


Como Ser Parecido com Jesus?

Como Ser Parecido com Jesus?

Um grande objetivo para ter certeza. Alguns acham “grande demais”,

Mas devemos procurar ser semelhantes a Cristo

Introdução

    • As escrituras nos incentivam a ser mais semelhantes a Cristo em nossa vida diária.

    • Embora possamos considerar que tal é um objetivo elevado e um tanto inatingível, ainda sabemos que devemos tentar.

    • Não podemos desistir porque a tarefa é muito difícil. Portanto, queremos ver algumas coisas que nos ajudarão a tornar-nos mais semelhantes a Jesus.

Publicidade

1. Para ser parecido com Jesus Coloque a mente onde Jesus colocou a sua

    • Filipenses 2:5 “Tende em vós a mesma atitude que houve também em Cristo Jesus”.

    • Paulo tinha acabado de falar nos versículos 1-4 sobre buscar as melhores coisas e tratar os outros de maneira excelente, então explica que esta é a atitude de Cristo.

    • Provérbios 23:7: “Pois como ele  pensa  em seu coração, assim ele é.”  

    • Todas as nossas ações resultam dos pensamentos que temos. 

2.  Para ser parecido com Jesus Aprenda tudo o que pudermos sobre Cristo

    • Precisamos ser completamente doutrinados com o ensino de Deus para que sejamos devidamente guiados e então sejamos mais capazes de fazer o que Ele deseja que façamos. 

    • Jesus fornece o exemplo perfeito de ser devidamente guiado por Deus.  

    • João 5:19: “Então Jesus respondeu e disse-lhes: 'Em verdade, em verdade vos digo que o Filho não pode fazer nada por si mesmo, a não ser o que vê o Pai fazer; pois tudo o que Ele faz, o Filho também o faz .'”  

3.  Para ser parecido com Jesus Siga o exemplo de Cristo

    • João 13:15 Jesus disse: “Porque eu vos dei o exemplo, para que façais como eu vos fiz”. 

    • Jesus nos dá muitos exemplos de como devemos viver.  

    • Neste caso específico, Jesus fornece um exemplo que a maior parte da sociedade escolhe ignorar. 

    • Além disso, muitos na igreja deixam de seguir este exemplo.  

Jesus fez a declaração em João 13:15 no contexto de  servir aos outros .  

    • Se mais membros da igreja tivessem uma mentalidade de servo, mais membros da igreja seriam mais semelhantes a Cristo. 

    • Se mais membros da igreja tivessem uma mentalidade de servo, a igreja poderia ter um impacto positivo maior na sociedade. 

4.  Para ser parecido com Cristo Viva como Jesus viveu

    • 1 João 2:6: “Aquele que diz que permanece nele, também deve andar como ele andou.” 

    • 1 Pedro 2:21: “Porque para isso fostes chamados, porque também Cristo sofreu por nós, deixando-nos o exemplo, para que sigais os seus passos:” 

    • Mateus 11:29: “Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para as vossas almas.” 

Algum de nós realmente acha que podemos ter um impacto positivo na sociedade quando deixamos de andar como Jesus andou? 

    • Algum de nós realmente acha que podemos ter um impacto positivo na sociedade quando deixamos de andar como Jesus andou? 

    • Considere o impacto positivo sobre a sociedade se todos os cristãos fizessem como Cristo fez e:

    • Tratava os outros como eles próprios queriam ser tratados.
    • Manteve a honestidade em todas as suas relações com os outros.
    • Preocupava-se o suficiente com os outros para ensiná-los sobre Cristo.
    • Tentou servir aos outros em todas as oportunidades.
    • Falou contra o pecado em todas as suas diversas formas.
    • Mostrou compaixão pelos menos afortunados.
    • Falou pelos fracos e oprimidos.
    • Orou pelos outros, inclusive pelos adversários.
    • Amava os outros no  sentido ágape  .
    • Falou contra as injustiças.
    • Sacrificado pelos outros.
    • Amava a Deus de coração, alma e mente.

Publicidade

5. O objetivo final: trazer glória a Deus

    • Mateus 5:16: “Assim brilhe a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus”.  

    • 1 Pedro 4:11: Quem fala, fale, por assim dizer, as declarações de Deus; quem serve, faça-o com a força que Deus fornece; para que em todas as coisas Deus seja glorificado por meio de Jesus Cristo, a quem pertence a glória e o domínio para todo o sempre. Amém.

    • Podemos enganar os outros quanto aos nossos pensamentos e ações, mas nunca enganaremos a Deus. 

    • À medida que tentamos ter uma influência positiva sobre a sociedade, os nossos esforços terão muito mais probabilidades de serem bem sucedidos se o nosso motivo subjacente for trazer glória a Deus e não a nós mesmos.     

Como Ser Parecido com Jesus?

  1. Vaso Escolhido: Vocação, Chamado e Obreiro 2 Timóteo 2:21
  2. Pregação sobre Timidez: Ousadia, Intrepidez e Chamado Êxodo 4:10
  3. 3 Coisas que Acontecem com o Vaso na Mão do Oleiro. Jeremias 18:4
  4. Pregações para Reunião de Obreiros | Temas, Esboços e Estudos

Conclusão

    • Ao procurarmos fazer contribuições positivas para a sociedade, precisamos de tentar garantir que temos a mente de Cristo.

    • Só poderemos fazer isso se estudarmos e aprendermos o máximo que pudermos sobre Cristo e Deus.

    • Podemos olhar para Seu exemplo e viver como Ele viveu, da melhor maneira possível.

    • Tudo isso com o propósito de trazer glória a Deus.

    • Você está se preparando para ser como Jesus?


Como estudar a Bíblia consistentemente?

Como estudar a Bíblia consistentemente?

Não devemos ter medo de ser honestos numa autoavaliação.

    • Todos nós devemos passar pelo processo de sair da infância espiritual. Uma medida importante do crescimento será como seremos capazes de examinar verdadeiramente as escrituras.  (Hebreus 5:12-14; 2 Coríntios 13:5)

    • Como cristão, você enfrentará decisões espirituais significativas.  É crucial que você esteja equipado para tomar as decisões certas!

Publicidade

    • Se você não desenvolver uma posição disciplinada e consistente sobre a palavra de Deus, então sua vida será determinada por outros. (Efésios 4:14)

    • Se você não pode estudar por si mesmo, dependerá dos outros!

    • O que acontece se você seguir cegamente outro? (Mateus 15:13-14; 1 Coríntios 15:33)

    • O que um cristão fará se for solicitado a estudar com outro para resolver uma divergência com outro cristão, mas na verdade ele não souber como estudar a Bíblia de maneira eficaz? (1 Pedro 3:15)

Onde estou na minha capacidade de estudo da Bíblia? Responda honestamente a estas perguntas:

    • Com que frequência você estuda a Bíblia fora das tarefas atribuídas?

    • Em outras palavras, você costuma ler e estudar a Bíblia sozinho?

    • Você tem um programa planejado e regular de leitura da Bíblia?

    • Você já leu a Bíblia inteira?

    • O que você faz quando se depara com um versículo ou palavra da Bíblia que não entende?

    • Você acredita que é capaz de pegar um assunto bíblico e pesquisar o que a Bíblia ensina sobre esse assunto?

    • Você se sente capaz de estudar com outra pessoa sobre diferenças na interpretação das escrituras?

    • Qual é o seu maior obstáculo para um estudo bíblico eficaz?

Responda a estas perguntas sobre ferramentas de estudo bíblico:

    • Quantas traduções da Bíblia você possui?

    • Qual é a tradução principal que você usa?

    • Por que?

    • Você possui um dicionário bíblico?

    • Um livro que define palavras bíblicas como o dicionário?

    • Você sabe procurar o significado grego ou hebraico de uma palavra bíblica?

    • Você possui um programa de software da Bíblia para o seu computador?

    • Você usa sites bíblicos que possuem traduções, dicionários, léxicos e outras ferramentas?

    • Você possui algum comentário bíblico?

    • Lembre-se, estas são apenas ferramentas e não substituem o estudo bíblico da própria Bíblia.

Algumas regras gerais de estudo da Bíblia

    • Sempre raciocine a partir do contexto .

    • Você ouviu falar do homem que abriu sua Bíblia e leu qualquer passagem que seu dedo encontrou? Ele primeiro leu “Judas saiu e se enforcou” e então aleatoriamente rapidamente passou para outro versículo que dizia: “Vá e faça o mesmo!”

    • Você precisa saber o lugar que o livro ocupa no tema geral da Bíblia!

    • Qual é a diferença entre ler uma passagem de Mateus em Gênesis ou do livro de Judas?

    • Você deve compreender as divisões adequadas da palavra de Deus, como Antigo Testamento e Novo Testamento.

Quais são algumas outras considerações importantes ao ler um livro bíblico específico?

    • Você precisa entender o propósito de escrever um determinado livro.

    • Quem escreveu o livro e quando foi escrito?

    • Qual foi o propósito do livro que foi escrito?

    • Para quem o livro foi escrito?

    • Entenda o cenário e o assunto do versículo.

Faça estas três perguntas:

    • Quem está falando ?

    • Com quem está sendo falado ?

    • Qual é o assunto ?

Publicidade

Considere tudo o que Deus tem a dizer sobre um assunto. (Mateus 4:4)

    • Considere as possíveis conclusões que poderíamos tirar se considerássemos apenas esses versículos em nosso estudo. (Romanos 10:9; Gênesis 6:14; Mateus 10:19-20)

    • Como encontrar todos os versículos apropriados sobre um determinado assunto?

    • Sempre interprete os versículos difíceis de entender à luz dos versículos fáceis de entender. (2 Pedro 3:16)

    • Considere as interpretações que alguns fazem sobre esses versículos e depois observe outros versículos sobre o mesmo assunto.

    • O que você faz se alguém ensina “Só a fé é a salvação”? - (João 3:16; João 3:36; Tiago 2:22-26)

    • Que tipo de esforço é necessário para entender corretamente a Bíblia?

Aplicando o que aprendemos

    • Considere um versículo chave do Novo Testamento, Judas 3 .

    • Defina estas palavras: exortar, contender, fervorosamente e a fé.

    • Quem escreveu o livro de Judas e qual foi a ocasião?

    • Quais ferramentas você provavelmente usaria nessas tarefas e por quê?

Como estudar a Bíblia consistentemente?
Leia também


Conclusão

    • Estes são apenas alguns dos métodos mais comuns de estudo da Bíblia

    • Lembre-se de que um Coração Puro é necessário para que o estudo da Bíblia seja eficaz.

    • Não devemos tentar usar o estudo da Bíblia para vencer uma discussão.

    • Deveríamos usá-lo para ajudar a ganhar almas para Cristo.


5 Dúvidas que muitos tem em relação a Deus

5 Dúvidas que muitos tem em relação a Deus


Vamos explorar como Deus escolheu responder às perguntas desrespeitosas de Seu povo, conforme relatado no livro de Malaquias.

Publicidade

I. Como sabemos que você nos amou? (Malaquias 1:2)

Deus escolheu Israel como Seu povo e os amou profundamente. No entanto, eles questionaram o Seu amor. Quantas vezes nós também questionamos o amor de Deus? A mensagem da cruz nos lembra que Deus nos amou de tal forma que deu Seu Filho unigênito, Jesus Cristo, para a nossa salvação (João 3:16; 15:13). Que jamais duvidemos desse amor incondicional.


II. De que maneira desprezamos o Seu nome? (Malaquias 1:6)

O povo de Israel ofereceu sacrifícios contaminados, mostrando desrespeito pelo nome de Deus. Em nossa vida, também podemos oferecer a Deus sacrifícios de pouco valor, ignorando o verdadeiro significado do que oferecemos. Devemos refletir: Será que oferecemos a Deus aquilo que nos custa pouco ou nada?


III. De que maneira nós  cansamos Deus? (Malaquias 2:17)

Israel acusou Deus de ser injusto e questionou suas circunstâncias. Quantas vezes nós também questionamos Deus, perguntando: "Por que eu?" Devemos lembrar que Deus é soberano e sabe o que é melhor para nós, mesmo quando não compreendemos as situações difíceis.

Publicidade

IV. De que maneira nós roubamos a Deus? (Malaquias 3:8)

O povo de Israel não entregou seus dízimos e ofertas a Deus, roubando-O do que Lhe pertencia. Devemos examinar nossas próprias vidas e considerar se também temos roubado a Deus, não dando aquilo que Ele merece.


V. O que falamos contra Deus? (Malaquias 3:13)

Eles disseram que era inútil servir a Deus. Quantas vezes deixamos de apreciar e reconhecer a providência de Deus em nossas vidas, questionando a validade de nosso serviço a Ele? Devemos lembrar que Deus é digno de toda a nossa adoração e serviço, independentemente das circunstâncias.

5 Dúvidas que muitos tem em relação a Deus


Veja também

Conclusão:

À luz das perguntas feitas pelo povo de Israel, é evidente que eles precisavam de lições de humildade, ação de graças e arrependimento. E nós, hoje, também não somos diferentes. Precisamos lembrar do amor incondicional de Deus, oferecer a Ele o melhor de nossas vidas, confiar em Sua soberania mesmo em momentos difíceis, dar generosamente e reconhecer Sua providência constante.

Que este sermão nos conduza a uma reflexão profunda sobre nossas atitudes em relação a Deus e nos leve a buscar uma relação mais íntima com Ele, marcada pela humildade, ação de graças e arrependimento sincero. Que Deus nos ajude a crescer em nosso relacionamento com Ele e a servi-Lo com corações gratos e submissos. Em nome de Jesus, amém.

Qual é a ferramenta mais importante no estudo da Bíblia?

A ferramenta mais importante no estudo da Bíblia: Um coração puro que busca a Deus.

Introdução:

    • Por que tantas pessoas não veem a Bíblia da mesma forma?

    • Vários livros foram publicados recentemente entre aqueles associados às igrejas de Cristo dizendo que falhamos em adotar uma abordagem adequada ao Estudo da Bíblia (Hermenêutica).

    • Devemos ter um fundamento sólido para a nossa fé, que deve ser baseado na palavra de Deus.

    • Os desafios à nossa posição sobre Jesus Cristo são bem-vindos e devem ser considerados. (1 Pedro 3:15)

    • Antes de começarmos a olhar para a sabedoria dos homens, devemos olhar para o que Deus disse sobre como alguém pode chegar à verdade.

Publicidade

    • Onde Deus coloca ênfase em como podemos conhecer Sua vontade?

    • Quando Jesus respondeu aos debates sobre o significado da palavra de Deus com os fariseus, o problema mais comum com a sua abordagem à Bíblia foi o seu coração e não a sua hermenêutica! (João 12:35-43)

Por que um coração puro é essencial para conhecer a vontade de Deus?

    • Quando relacionamentos, emoções ou desejos mundanos se tornam a força motriz da vida de alguém, então Deus permitirá que eles acreditem em uma mentira. (2 Tessalonicenses 2:9-12)

    • Um coração puro é uma característica do coração de um cristão. "Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus." (Mateus 5:8)

    • Um coração puro e uma visão pura andam juntos!

    • Jesus sabia que a pureza de coração, uma busca obstinada pela vontade de Deus, resulta na descoberta da verdade! (João 7:17)

    • A palavra "Puro" vem da palavra grega katharos, usada vinte e oito vezes no Novo Testamento.

    • É traduzido por termos como “puro”, “limpo” e “claro”.

    • "Bem-aventurados aqueles cujos motivos são absolutamente puros, cujas mentes são totalmente sinceras, que são completa e totalmente obstinados." -JB Phillips

    • Devemos ter um foco único nesta vida.

    • Quando tivermos isso tudo virá por motivos puros!

    • Mateus 6:22-24;

    • 2 Coríntios 11:2

Os frutos de um coração impuro.

    • Você dependerá de sua própria astúcia e “sabedoria” em vez de confiar em Deus. (2 Coríntios 4:2)

    • Você não terá a determinação e a coragem que advêm da fé. (Tiago 1:7-8, 4:8)

    • "A verdadeira visão de Deus não será concedida aos astutos e calculistas que jogam jogos desonestos; ou aos de mente dividida que nunca conseguem colocar os dois pés no reino (Tiago 1:7-8), mas àqueles que são absolutamente honesto e sincero para com Deus."

    • Ter a honestidade que resulta em ter ouvidos dispostos a ouvir é ao mesmo tempo uma bênção e um “perigo!” (Is 50:4-6)

Algumas lealdades humanas comuns que podem ser colocadas à frente de Deus

    • Relações Humanas (João 5:38-46)

    • Como poderia um povo que dedicou um tempo significativo ao estudo das escrituras deixar de entender o que as escrituras ensinam?

    • Jesus conhecia seus corações e, portanto, sabia que eles buscavam o favor dos homens acima de Deus!

    • Com este tipo de coração uma pessoa pode “saber”, mas não admitirá que “sabe”. (João 12:42-43; Lucas 10:27-29)

    • É aqui que as pessoas dirão “não é uma questão de irmandade” ou “não está muito claro”.

    • Laços e crenças religiosas anteriores

    • Por que as tradições religiosas são populares? (Mateus 15:8-9; João 7:48-49)

    • Que efeito pode ter o fato de ser “criado numa igreja” sobre a disposição de uma pessoa de ser honesta em seu estudo da Bíblia? (João 9:1, 20-23)

    • Tradição Familiar e Relacionamentos (1 Pedro 1:18, Mateus 10:21-22, 34-39)

Publicidade

Outras maneiras pelas quais Satanás pode destruir a capacidade de raciocinar e ver.

    • Raiva e Amargura (Hebreus 12:14-15)

    • A mente irá desligar quando a raiva assumir o controle! (Provérbios 18:19; Efésios 4:25-26)

    • Medo das consequências (1 Pedro 3:12-15)

    • Por que Deus permite que enfrentemos consequências que parecem ser terríveis?

    • Por que o jovem rico não seguiu Jesus? (Mateus 19:21-22)

    • Preconceito em relação a uma doutrina ou a um homem que ensina a doutrina.

    • Por que os fariseus constantemente deturpavam e atacavam o caráter de João Batista e de Jesus? (Lucas 7:31-33)

    • Satanás está empenhado em bloquear a luz do coração dos homens. Aqueles que ouvem fofocas e calúnias e, como resultado, evitam ouvir outra pessoa de maneira justa, estão perdidos. (2 Coríntios 4:1-4; Atos 25:16-17)

Qual é a ferramenta mais importante no estudo da Bíblia?

Veja também

Conclusão

    • Você vê por que um coração puro é necessário para buscar a Deus?

    • Ao estudarmos mais sobre o Estudo Bíblico, devemos aprender a apreciar as escrituras.

    • Devemos aprender com o propósito de obedecer a Deus as coisas que Ele ordenou.

    • Você está pronto para um compromisso com Deus?


 

Sobre | Termos de Uso | Política de Cookies | Política de Privacidade

Um Site para o Líder, Pregador, EBD, Seminário, Estudo Bíblico, Sermão, Palavra Introdutória, Saudação, Mensagem e Assuntos Bíblicos para pregar a Palavra de Deus. Versões utilizadas Almeida: ACF, ARA ou ARC (SBB) e Bíblia Livre (BLIVRE)