24/06/2018

Liturgia do Culto Contemporâneo: A Igreja desce do Púlpito


Nesta postagem vamos fazer uma reflexão sobre a Liturgia do Culto Contemporâneo, sobretudo com o advento das igrejas neopentecostais. Aparentemente, o mundo ocidental contemporâneo está experimentando uma mudança de identidade provocada por uma sociedade tecnológica que aumenta o secularismo e a formação de uma monocultura. 

Liturgia do Culto Contemporâneo: A Igreja desce do Púlpito


A questão é: Isso colocaria extrema pressão sobre a atividade litúrgica da igreja protestante?


Nesse caso seria necessário espaço para o sermão, mas também um espaço onde os membros da congregação podem se envolver em relacionamentos significativos e onde possam se chegar de maneira direita uns aos outros. 

É possível observar que muitas igrejas optaram por eliminar os púlpitos altamente elevados e substituí-los por espaços comunicativos funcionais, com amplo espaço para apresentações de movimento, música, teatro e multimídia. 

Liturgia da Igreja Contemporânea


Outra dúvida: essa forma de disposição facilita a comunicação e realmente aumentará o alcance da pregação?


Em muitas igrejas modernas o púlpito não é alto e grande, mas perto das pessoas e feito de tal maneira que é móvel e leve o influencia diretamente na liturgia. Os púlpitos são feitos de granito, acrílico, aço ou madeira, com estilos que se adequam a todos os gostos e propósitos. 

Parece que as igrejas contemporâneas não centralizam na autoridade com base na posição, mas se comprometem com uma liturgia que atraia a platéia relacionalmente.


Ultimamente as discussões sobre religião concentram-se na questão da prosperidade e do dizimo, mas a igreja de jesus com sua visão missionaria tem por objetivo pregar Jesus Cristo, a fé, adoração, oração e o amor de Deus.

Referências: Nel, M., 2018, ‘Pentecostals and the pulpit: A case study of the Apostolic Faith Mission of South Africa’, HTS Teologiese Studies/Theological Studies 74(2), 4664. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar no Google

Sobre | Termos De Uso | Política De Cookies | Política De Privacidade
Top