Publicidade

Estudo Bíblico sobre o Prazer e as Paixões da Carne

Estudo Bíblico sobre o Prazer e as Paixões da Carne

 A juventude é o momento em que nossa as paixões são mais fortes e, como crianças indisciplinadas, choram mais alto por satisfação. Juventude é o momento em que geralmente temos mais saúde e força: a morte parece distante e nos divertir nesta vida parece tudo. A juventude é a época em que a maioria das pessoas têm poucos cuidados ou preocupações terrenas para ocupar sua atenção. E todas essas coisas ajudam a fazer os jovens pensarem em nada mais do que em prazer. “Eu sirvo luxúrias e prazeres”— essa é a verdadeira resposta que muitos jovens devem dar se perguntados: “Você é servo de quem?”

O amor ao prazer. 

Jovens festejanso, bebendo, jogando, indo a baladas, dançando e coisas do gênero? Poucos são para ser encontrado que não sabe alguma coisa dessas coisas por amarga experiência. E estes são apenas instâncias. Todas as coisas que dão uma sensação de emoção para o momento, todas as coisas que afogam a razão e mantêm a mente em um turbilhão constante, todas as coisas que agradam aos sentidos e saciar a carne, este é o tipo de coisas que têm grande poder na juventude, e eles derivam de seu poder ao amor ao prazer. Fique atento. não seja como aqueles de quem Paulo fala: “Mais amigos dos deleites do que amigos de Deus” (2Tm 3:4).

Se você se apegar aos prazeres terrenos, essas são as coisas que matam almas . Não há maneira mais segura de obter uma consciência endurecida (1Tm 4:2) e um coração duro e impenitente do que ceder aos desejos da carne e da mente. Parece nada a princípio, mas conta a longo prazo.

Advertências bíblicas
  • Considere o que Pedro diz: “Abstenham-se das concupiscências carnais, que lutam contra a alma” (1Pe 2:11). Eles destroem a paz da alma, quebram sua força, conduzem-na a duras capturas.
  • Considere o que Paulo diz: “Mortificai os vossos membros que estão sobre a terra” (Col. 3:5). “Os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências” (Gál. 5 carne – parte do homem que se preocupa com seus próprios interesses egoístas e que guerreia contra seu espírito (Romanos 7).

“Eu mantenho o meu corpo e o reduzo à sujeição” (1 Coríntios 9:27). Uma vez que o corpo era uma mansão perfeita da alma; agora está tudo corrompido e desordenado, e precisa de observação constante. É um fardo para a alma, não um ajudante; um obstáculo, não uma ajuda. Isto pode se tornar um servo útil, mas é sempre um mau patrão .

Considere novamente as palavras de Paulo: “Revesti-vos do Senhor Jesus Cristo e não vos
provisão para a carne, para satisfazer as suas concupiscências” (Rm 13:14). “

Lembre-se, novamente, se você se apegar aos prazeres terrenos, eles são todos insatisfatórios, vazio e vão . Como os gafanhotos da visão em Apocalipse 9, eles parecem ter coroas em suas cabeças; mas como os mesmos gafanhotos, você descobrirá que eles têm ferrões, ferrões reais, em suas caudas. Nem tudo que reluz é ouro. Nem tudo é bom que tem gosto doce. Nem tudo é real prazer que agrada por um tempo.

Vá e se satisfaça com os prazeres terrenos, se quiser - você nunca encontrará seu coração satisfeito com eles. Sempre haverá uma voz lá dentro, chorando, como o sanguessuga os Provérbios: "Dê, dê!" (Pv 30:15). Há um lugar vazio lá, que nada mais que Deus pode preencher. Você descobrirá, como Salomão descobriu por experiência, que os prazeres terrenos são apenas uma exibição vã e vazia e inquieta de espírito - sepulcros caiados, belos de se olhar de fora, mas cheio de cinzas e corrupção por dentro.

Melhor ser sábio a tempo. Melhor escrever “veneno” no todos os prazeres terrenos. O mais lícito deles deve ser usado com moderação. Tudo deles são destruidores da alma se você der a eles seu coração. “Prazer”, “deve primeiro ter a autorização , para que seja sem pecado - então seja cuidadosamente medido , que seja sem excesso.”

Impureza


E aqui não deixarei de alertar todos os jovens para se lembrarem do sétimo mandamento (Êxodo 20:14): acautelar-se do adultério, da fornicação e de toda a impureza. Temo que muitas vezes haja uma falta de linguagem clara nesta parte da Lei de Deus. Mas quando eu vejo como os profetas e apóstolos lidaram com esse assunto; quando observo o caminho aberto em que os reformadores o denunciam; quando vejo o número de jovens que entram nos passos de Rúben, Hofni, Finéias e Amnon - eu, pelo menos, não posso, com uma boa consciência, me calar. Duvido que o mundo seja melhor para o excesso de autoridade que prevalece sobre este mandamento. Seria falso e moderação não bíblica, ao se dirigir aos jovens, para não falar do que é principalmente “ o pecado do jovem ”.

A violação do sétimo mandamento é o pecado acima de todos os outros, que como Oséias diz: “tira o coração” (Os 4:11). É o pecado que deixa cicatrizes mais profundas. É um pecado que mata milhares em todas as épocas, e derrubou não poucos dos santos de Deus no passado. Ló, Sansão e Davi são provas terríveis. É o pecado do qual o homem se atreve a sorrir e se suaviza sob o nomes de diversão, instabilidade, selvageria e irregularidade . Mas é o pecado que o diabo regozija-se especialmente, pois ele é o “espírito imundo” (Mar 1:23; 3:30; 5:2; 7:25; etc.). Isso é o pecado que Deus especialmente odeia e declara que Ele julgará (Hb 13:4).

Estudo Bíblico sobre o Prazer e as Paixões da Carne
Veja também

Jovens, “fujam da fornicação” (1Co 6:18) se vocês amam a vida. “Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos de desobediência” (Ef 5:6). Fuja das ocasiões disso, da companhia daqueles que podem atraí-lo para ele, os lugares onde você pode ser tentado a isso. Leia o que nosso Senhor diz sobre isso em Mateus 5:28. Seja como o santo Jó: faça “uma aliança com os seus olhos” (Jó 31:1).

Fuja de falar disso. É uma das coisas que não devem ser nomeadas. Você não pode lidar com ácido e não ter cicatrizes. Fuja dos pensamentos disso; resistir a eles, mortificar, ore contra eles - faça qualquer sacrifício em vez de ceder. A imaginação é o viveiro onde esse pecado é muitas vezes incubado. Guarde seus pensamentos, e há pouco medo sobre seus atos.




👉 5 Livros sugeridos para leitura. Clique e Adquira!


Compartilhe nas Redes Sociais!
CompartilheCompartilhe Compartilhe


Autor: Ronaldo G. Silva é Bacharel em Teologia e Professor de Homilética sendo Pós-Graduado em Educação pela UFF. Entusiasta do trabalho de evangelização e divulgação da Palavra de Deus.
 

Sobre | Termos de Uso | Política de Cookies | Política de Privacidade

Um Site para o Líder, Pregador, EBD, Seminário, Estudo Bíblico, Sermão, Palavra Introdutória, Saudação, Mensagem e Assuntos Bíblicos para pregar a Palavra de Deus. Versões utilizadas Almeida: ACF, ARA ou ARC (SBB) e Bíblia Livre (BLIVRE)