Publicidade

Pregação sobre Jesus: Crucificado em Nosso Lugar João 3:16

Pregação sobre Jesus: Crucificado em Nosso Lugar João 3:16

  • Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3:16

Pilatos pediu ao centurião que verificasse se Jesus estava morto. Marcos 15: 44-45. Os soldados não quebraram as pernas de Jesus porque viram que Ele já estava morto. Jo 19: 31-33. As mulheres, que o conheciam bem, O viram crucificado. João 19: 25-26, Lucas 23: 49,46. Seus inimigos acreditavam que Ele estava morto. Mateus 27: 62-63

Pode parecer que a morte venceu, mas a morte perdeu com a ressurreição.

Publicidade

A Bíblia nos revela que Deus amou tanto o mundo que deu Seu Filho unigênito, Jesus, para que todo aquele que Nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna (João 3:16). Neste sermão, vamos explorar a profundidade do amor de Deus por nós, o significado da crucificação de Jesus e as implicações pessoais e eternas dessa grande obra de redenção.

I. O amor sacrificial de Deus:

O amor sacrificial de Deus: João 3:16 começa com a declaração poderosa de que Deus amou o mundo de tal maneira. Deus não apenas nos amou, mas amou-nos de forma sacrificial, a ponto de entregar Seu Filho amado para sofrer e morrer em nosso lugar. Isso revela o caráter e a natureza amorosa de Deus.

Jesus se humilhou para nosso benefício. Ele se submeteu ao Pai -Jo 5:30 Ele foi fiel até a morte na cruz - Fp 2: 5-8

O alcance universal do amor de Deus: Deus amou o mundo. Seu amor não é restrito a uma raça, nação ou grupo específico, mas é estendido a todos os seres humanos. Seu amor abrange todas as pessoas, independentemente de seu passado, pecados ou falhas. É um amor incondicional e ilimitado.

II. O significado da crucificação de Jesus:

 Substituição e redenção: A crucificação de Jesus foi um ato substitutivo. Ele tomou nosso lugar, carregou nossos pecados e enfrentou a morte em nosso nome. Isaías 53:5 nos diz: "Mas Ele foi ferido pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre Ele, e pelas Suas pisaduras fomos sarados". Jesus pagou o preço por nossos pecados e nos ofereceu redenção e reconciliação com Deus.

A morte de Jesus Cristo foi vicária (Mateus 20:28).
Ele era de Deus e substitui os pecadores (2 Coríntios 5:21). Na cruz, Cristo foi feito pecado por
o pecador, o pecador é feito justo.
  • a) “ não tinha pecado ” (1 João 3: 5)
  • b) “ não conheceu pecado ” (2 Coríntios 5:21)
  • c) antes de morrer , Ele teve que ser “feito pecado por nós”.

A justiça de Deus só pode ser satisfeita por meio de Jesus Rom 3: 21-26; 2 Co5: 21

Porque Jesus foi um substituto perfeito para nós Jo 1: 29; Is 53: 6; 1Pt3: 18

Porque não havia e não há outro jeito. Mt 26:39; Mc15: 34

Libertação e perdão: A cruz de Jesus nos trouxe libertação do poder do pecado e do domínio da morte. Em Colossenses 1:14, lemos: "Em quem temos a redenção pelo Seu sangue, a saber, a remissão dos pecados". Através da crucificação de Jesus, somos perdoados e restaurados em um relacionamento íntimo com Deus.
  • Jesus ​​Venceu o Pecado por meio do derramamento de Seu sangue –Ep 1: 7, Ro 5: 9 
  • A morte não conseguiu segurá-lo! –Ac 2:24
  • Jesus o primeiro fruto do que está por vir 1Co15: 20,23
  • Jesus tira o ferrão da morte 1Co15: 55-57
  • Unidos com Jesus na morte e ressurreição, a morte perde o controle Rom 6: 5-14
  • A ressurreição de Jesus se torna a fonte de uma esperança viva para todos os crentes 1Ped1: 3,21
  • Resultado dá esperança não só nesta vida 1Co15: 19
  • Resulta na bendita esperança de Seu aparecimento tit 2: 13
  • Você receberá os benefícios da ressurreição. Ro 10: 9,10, 13,

III. Ele nos deu Vida Abundante e Salvação:

Salvação pela fé: A mensagem da cruz nos chama a crer em Jesus e a confiar em Seu sacrifício como a única forma de salvação. Efésios 2:8-9 declara: "Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isso não vem de vós; é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie". Nossa salvação é um presente da graça de Deus, recebido pela fé em Jesus Cristo.

Transformação e vida abundante: A crucificação de Jesus não é apenas um evento histórico, mas algo que deve ter um impacto profundo e transformador em nossas vidas. Gálatas 2:20 nos diz: "Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou e se entregou a si mesmo por mim". A morte de Jesus nos convida a uma vida de entrega, transformação e plenitude em comunhão com Ele.

Conclusão:

A crucificação de Jesus em nosso lugar é o maior ato de amor da história. Ela nos revela a profundidade do amor de Deus e nos oferece salvação, perdão e vida eterna. Que possamos responder a esse amor com gratidão, fé e entrega total. Que a cruz de Jesus seja o centro de nossas vidas, e que possamos viver como testemunhas vivas do Seu amor redentor.




👉 5 Livros sugeridos para leitura. Clique e Adquira!


Compartilhe nas Redes Sociais!
CompartilheCompartilhe Compartilhe


Autor: Ronaldo G. Silva é Bacharel em Teologia e Professor de Homilética sendo Pós-Graduado em Educação pela UFF. Entusiasta do trabalho de evangelização e divulgação da Palavra de Deus.
 

Sobre | Termos de Uso | Política de Cookies | Política de Privacidade

Um Site para o Líder, Pregador, EBD, Seminário, Estudo Bíblico, Sermão, Palavra Introdutória, Saudação, Mensagem e Assuntos Bíblicos para pregar a Palavra de Deus. Versões utilizadas Almeida: ACF, ARA ou ARC (SBB) e Bíblia Livre (BLIVRE)