Publicidade

Veja Um Exemplo da Justiça de Deus: Mardoqueu. Ester 6:1-14

Veja Um Exemplo da Justiça de Deus Revelada: Mardoqueu. Ester 6:1-14

Mergulharemos na narrativa de Ester 6:1-14, onde testemunhamos a maravilhosa manifestação da providência divina na vida de Mardoqueu. Neste capítulo, encontramos uma reviravolta surpreendente que ocorre durante a noite e demonstra claramente como Deus age nos bastidores para cumprir Seus propósitos. 

Mardoqueu, como servo fiel de Deus e tio de Ester havia descoberto um plano para assassinar o rei, informou a Ester e, por sua vez, Ester revelou o plano ao rei, salvando sua vida. Essa ação de Mardoqueu foi registrada anteriormente em Ester 2:21-23. 

Em  Ester 6:1-14, foi o rei Assuero quem decidiu honrar Mardoqueu posteriormente.

Publicidade

I. A insônia do rei e a providência divina (Ester 6:1-3)

"Aquela noite o rei não pôde dormir; então mandou trazer o livro das Memórias das Cronologias, as quais foram lidas na presença do rei" (Ester 6:1)

Somos apresentados à causa da reviravolta na vida de Mardoqueu: a insônia do rei. É notável como Deus usa até mesmo os pequenos detalhes da vida cotidiana, como a falta de sono de um rei, para cumprir Seus propósitos. 

O fato de o rei ordenar a leitura do livro das Memórias das Cronologias é crucial, pois isso leva ao momento em que o mérito de Mardoqueu é trazido à tona.

II. O reconhecimento de Mardoqueu e a honra divina (Ester 6:4-11)

"Então, perguntou o rei: Que honra ou distinção se deu a Mardoqueu por isso? Responderam os servos do rei: A ele não se deu nada" (Ester 6:3)

Testemunhamos o reconhecimento tardio de Mardoqueu. O rei descobre que nada foi feito para honrar Mardoqueu, que havia salvado sua vida anteriormente. 

Isso desencadeia uma série de eventos que levará à elevação de Mardoqueu e à queda de seu inimigo, Hamã. 

Aqui, aprendemos que a honra e o reconhecimento vêm do próprio Deus, que age de forma soberana, muitas vezes nos momentos mais inesperados, para exaltar Seus servos.

III. A inversão de destino e a soberania de Deus (Ester 6:12-14)

"Enquanto isso, Mardoqueu voltou para o portão do rei. Mas Hamã, envergonhado, se retirou para casa, lamentando-se com a cabeça coberta" (Ester 6:12)

Contemplamos a dramática inversão de destino entre Mardoqueu e Hamã. 

Mardoqueu, que estava à beira da morte, é agora honrado e exaltado. Enquanto isso, Hamã, que planejava a destruição de Mardoqueu, é humilhado e envergonhado. 

Essa reviravolta nos lembra da soberania inquestionável de Deus sobre todas as circunstâncias da vida. Ele tem o poder de reverter situações impossíveis e frustrar os planos dos inimigos de Seu povo.

Veja Um Exemplo da Justiça de Deus Revelada: Mardoqueu. Ester 6:1-14

Veja também

  1. 3 Motivos para Invocar o Nome do Senhor Salmos 116:1-19
  2. Como ser Amigo de Deus? Êxodo 33:11
  3. A Viúva e o Juiz Injusto Lucas 18:1-8
  4. +100 Temas para Ministrar a Palavra de Deus

Conclusão:

A história de Ester 6:1-14 nos ensina sobre a poderosa manifestação da providência divina. Ela nos lembra que Deus trabalha nos bastidores, manipulando até mesmo os pequenos detalhes da vida para cumprir Seus propósitos. Nós podemos confiar em Sua soberania e em Seu cuidado constante sobre nós. Assim como Mardoqueu experimentou uma reviravolta surpreendente, também podemos encontrar esperança e encorajamento em saber que o mesmo Deus está agindo em nossas vidas. Que possamos confiar em Sua providência e seguir Seus caminhos com fé e obediência. Em nome de Jesus, amém!




👉 5 Livros sugeridos para leitura. Clique e Adquira!


Compartilhe nas Redes Sociais!
CompartilheCompartilhe Compartilhe


Autor: Ronaldo G. Silva é Bacharel em Teologia e Professor de Homilética sendo Pós-Graduado em Educação pela UFF. Entusiasta do trabalho de evangelização e divulgação da Palavra de Deus.
 

Sobre | Termos de Uso | Política de Cookies | Política de Privacidade

Um Site para o Líder, Pregador, EBD, Seminário, Estudo Bíblico, Sermão, Palavra Introdutória, Saudação, Mensagem e Assuntos Bíblicos para pregar a Palavra de Deus. Versões utilizadas Almeida: ACF, ARA ou ARC (SBB) e Bíblia Livre (BLIVRE)