Publicidade

Pedro Nega Jesus Mateus 26:69-75

 Pregação Pedro Nega Jesus Mateus 26:69-75

Enquanto Pedro estava sentado no pátio, uma criada se aproximou dele e disse: "Você estava com Jesus da Galileia". Mas, na frente de todos, Pedro disse: "Não é assim! Eu não sei o que dizes!" Quando Pedro saiu para o portão, outra menina o viu e disse a algumas pessoas ali: "Este homem estava com Jesus de Nazaré". Novamente Pedro negou, e desta vez jurou: "Eu nem conheço esse homem!" Um pouco mais tarde algumas pessoas que estavam ali caminharam até Pedro e disseram: "Nós sabemos que você é um deles. Podemos dizer isso porque sua fala te denuncia." Pedro começou a xingar e jurar: "Eu não conheço esse homem! "Nesse momento, um galo cantou, e Pedro lembrou-se de que Jesus havia dito: "Antes do Galo cante três vezes me negarás". Então Pedro saiu e chorou muito.

Publicidade

1.  É impossível seguir Jesus anonimamente.

Se você segue a Cristo verdadeiramente você será reconhecido como cristão

Somos chamados a ter coragem e ser identificados como discípulos de Cristo. Jesus disse: "Portanto, todo aquele que me confessar diante dos homens, também eu o confessarei diante de meu Pai que está nos céus. Mas qualquer que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante de meu Pai que está nos céus" (Mateus 10:32-33). 

Devemos ser testemunhas corajosas do evangelho, vivendo vidas que reflitam a luz de Cristo em todas as áreas. Podemos enfrentar oposição e desafios, mas temos a promessa de que Jesus nunca nos abandonará. A coragem de ser identificado com Cristo traz bênçãos e recompensas eternas.

Devemos lembrar que Jesus nos advertiu claramente: "Porque, qualquer que de mim e das minhas palavras se envergonhar, dele se envergonhará o Filho do Homem quando vier na sua glória" (Lucas 9:26). 

Ser um discípulo de Jesus exige coragem e compromisso, e não podemos seguir Jesus anonimamente se realmente desejamos agradá-Lo.

2. A tentação de negar a Cristo

O apóstolo Pedro muitas vezes demonstrava orgulho, procurando provar que era mais fiel do que o outros Discípulos. Nada capturou seu orgulho mais perfeitamente do que quando Pedro ousou repreender Jesus quando profetizava Sua própria morte (Marcos 8:31-33). 

Mas toda a confiança de Pedro desmoronou-se na Sexta-feira, quando ele não ficou com Jesus depois de ser questionado por três pessoas - duas delas eram servas (Mateus 26:69-75). 

Pedro teve que desaprender todos os seus maus hábitos e perder o sua confiança em si mesmo para que pudesse ganhar plena confiança em Cristo. 

Isso nos lembra de como, mesmo como cristãos, podemos sucumbir à fraqueza e à tentação de negar nosso Senhor. A negação de Pedro serve como um lembrete da nossa própria humanidade e vulnerabilidade. Negamos a Cristo quando permitimos o pecado em nossas vidas.

3. A Restauração e a Transformação

Após Sua ressurreição, Jesus encontrou Pedro à beira do mar e lhe deu a oportunidade de confessar seu amor por Ele três vezes, correspondendo ao número de vezes que Pedro O negou (João 21:15-17). Nesse encontro amoroso, Jesus restaurou Pedro, reconhecendo sua tristeza, arrependimento e desejo de servir a Deus. 

A transformação foi dramática – no Evangelho, Pedro chorou porque não falou por Jesus(v.75). Mas no livro de Atos, Pedro testemunhou diante de milhares, e mesmo diante dos religiosos líderes que foram responsáveis pela morte de Jesus! (Atos 4:1-14, 5:17-29). Nem todos os contratempos são Negativos.

Às vezes, o que nos parece um contratempo é um processo de construção de caráter, em que nossos maus hábitos e fortalezas pecaminosas estão sendo desmantelados para que possamos nos tornar filhos de Deus .

Jesus não apenas perdoou Pedro, mas também o chamou para continuar Seu trabalho no mundo. Essa restauração mostra a imensa graça e misericórdia de nosso Senhor, que nos convida a voltar a Ele, independentemente de nossas falhas e fraquezas.

Pregação Pedro Nega Jesus Mateus 26:69-75

Veja também

  1. Deus Espera o Nosso Feedback
  2. 5 Maneiras de Como Superar o Pecado
  3. 5 Comportamentos Destrutivos na Vida do Crente
  4. +100 Pregações para Culto de Doutrina 

Conclusão

A história de Pedro nos ensina sobre a natureza humana falível, mas também sobre o poder transformador do arrependimento e do perdão de nosso Senhor. Assim como Pedro foi restaurado e capacitado por Jesus, também podemos experimentar a cura e a renovação que Ele oferece. Não importa o quão longe tenhamos nos afastado ou o quão graves tenham sido nossos erros, Jesus está sempre pronto para nos receber de volta em Seus braços amorosos.




👉 5 Livros sugeridos para leitura. Clique e Adquira!


Compartilhe nas Redes Sociais!
CompartilheCompartilhe Compartilhe


Autor: Ronaldo G. Silva é Bacharel em Teologia e Professor de Homilética sendo Pós-Graduado em Educação pela UFF. Entusiasta do trabalho de evangelização e divulgação da Palavra de Deus.
 

Sobre | Termos de Uso | Política de Cookies | Política de Privacidade

Um Site para o Líder, Pregador, EBD, Seminário, Estudo Bíblico, Sermão, Palavra Introdutória, Saudação, Mensagem e Assuntos Bíblicos para pregar a Palavra de Deus. Versões utilizadas Almeida: ACF, ARA ou ARC (SBB) e Bíblia Livre (BLIVRE)