Publicidade

Por que Pilatos Lava as Mãos?

Por que Pilatos Lava as Mãos?

Pilatos foi o governador romano da província da Judeia durante o período em que Jesus Cristo foi julgado e crucificado. A narrativa bíblica nos Evangelhos oferece insights sobre a percepção de Pilatos em relação a Jesus e às circunstâncias de sua prisão e julgamento. Vou explicar cada um dos pontos que você mencionou:

Publicidade

Pilatos sabia que o motivo da prisão de Jesus era a inveja (Mateus 27:18):

De acordo com o Evangelho de Mateus, Pilatos estava ciente de que os líderes religiosos judeus haviam entregado Jesus para ser julgado e condenado por inveja. Eles viam Jesus como uma ameaça às suas posições e influência, e por isso desejavam sua eliminação.

Pilatos sabia que Jesus era inocente (Lucas 23:4, 14, 22):

Os Evangelhos de Lucas destacam que Pilatos reconheceu a inocência de Jesus após questioná-lo e ouvir suas respostas. Ele declarou publicamente em várias ocasiões que não encontrou motivo para condenar Jesus, indicando sua percepção de que Jesus não era culpado de nenhum crime merecedor de pena de morte.

Pilatos sabia que Jesus era justo; sua esposa teve um sonho sobre isso (Mateus 27:19):

O Evangelho de Mateus relata que a esposa de Pilatos teve um sonho que a perturbou, indicando que Jesus era um homem justo. Ela compartilhou esse sonho com Pilatos, aumentando suas dúvidas sobre a condenação de Jesus.

Pilatos sabia que os líderes judeus estavam mentindo (Lucas 23:1-2, João 18:36):

Os Evangelhos de Lucas e João sugerem que Pilatos percebeu que os líderes judeus estavam fazendo acusações falsas contra Jesus. Eles o acusaram de reivindicar ser o Rei dos Judeus, o que poderia ser interpretado como uma ameaça à autoridade romana. No entanto, Pilatos viu que Jesus não representava uma ameaça política real.

Pilatos sabia que Barrabás era um criminoso violento culpado dos crimes que os governantes judeus acusavam Jesus de cometer (Marcos 15:6-7, Lucas 23:1-5):

Os Evangelhos de Marcos e Lucas mencionam que Pilatos ofereceu à multidão a opção de libertar Jesus ou Barrabás, um criminoso notório e violento. Pilatos sabia que Barrabás era culpado dos crimes pelos quais os líderes judeus acusavam Jesus, tornando ainda mais evidente a inocência de Jesus em comparação.

Pilatos sabia que Barrabás merecia a morte que a turba queria para Jesus (Marcos 15:13-14):

Nos Evangelhos de Marcos, Pilatos perguntou à multidão o que deveria fazer com Jesus e Barrabás. A multidão exigiu a libertação de Barrabás e a crucificação de Jesus. Pilatos, embora reconhecendo a injustiça dessa decisão, cedeu à pressão popular, permitindo que Barrabás fosse solto em vez de Jesus, mesmo sabendo que Barrabás merecia a pena de morte.

Por que Pilatos Lava as Mãos?

Veja também

  1. 7 Incríveis Manifestações do Poder de Cristo
  2. O que te Justifica?
  3. O que você tem oferecido a Deus?

Esses pontos ilustram o conflito interno enfrentado por Pilatos diante da decisão de condenar Jesus. A narrativa dos Evangelhos destaca as dúvidas e dilemas morais que Pilatos enfrentou durante o julgamento de Jesus, indicando que ele reconhecia a inocência e justiça de Jesus, mas cedeu à pressão política e popular ao final.




👉 5 Livros sugeridos para leitura. Clique e Adquira!


Compartilhe nas Redes Sociais!
CompartilheCompartilhe Compartilhe


Autor: Ronaldo G. Silva é Bacharel em Teologia e Professor de Homilética sendo Pós-Graduado em Educação pela UFF. Entusiasta do trabalho de evangelização e divulgação da Palavra de Deus.
 

Sobre | Termos de Uso | Política de Cookies | Política de Privacidade

Um Site para o Líder, Pregador, EBD, Seminário, Estudo Bíblico, Sermão, Palavra Introdutória, Saudação, Mensagem e Assuntos Bíblicos para pregar a Palavra de Deus. Versões utilizadas Almeida: ACF, ARA ou ARC (SBB) e Bíblia Livre (BLIVRE)