Publicidade

Como Perdemos o Privilégio da Parceria com Deus?

Como Perdemos o Privilégio da Parceria com Deus?


Vamos refletir sobre um tema de grande importância espiritual: "Perdemos o Privilégio da Parceria com Deus". A Palavra de Deus nos adverte sobre os perigos de negligenciar essa parceria, e nossa reflexão será embasada em diversos versículos-chave, incluindo Jonas 1:1-3, Hebreus 3:1 e 14, Romanos 12:1 e Efésios 2:10.

Publicidade

I. A Desobediência de Jonas e a Perda da Parceria com Deus (Jonas 1:1-3)

 Vamos começar nossa jornada espiritual com Jonas, um profeta escolhido por Deus. Deus tinha planos grandiosos para Jonas, mas ele desobedeceu e fugiu da presença de Deus. Nesse ato de desobediência, Jonas perdeu o privilégio da parceria com Deus. Quantas vezes, em nossa própria jornada espiritual, tomamos decisões que nos afastam da vontade de Deus?

1. Fazendo o que é proibido (Gn 2:16, 17; 3: 6).

2. Recusando-se a fazer o que Deus ordenou (Tg 4: 17; Lc 7:30; Hb 10: 25).

Alguns acreditam que pecam mais por deixar de fazer o que é ordenado do que por qualquer outra forma (cp. Lucas 16:19-31, Atos 10:1, 2, 11:14).

II. A Chamada à Perseverança na Parceria (Hebreus 3:1, 14)

  A epístola aos Hebreus nos lembra que somos chamados a perseverar em nossa parceria com Deus. Jesus Cristo é o Sumo Sacerdote da nossa confissão, e é por meio dele que mantemos nossa parceria com o Pai. O autor de Hebreus nos exorta a mantermos nossa confiança até o fim. A negligência espiritual pode nos levar a perder esse precioso privilégio.

Uma alegria na qual podemos ter confiança

  • Uma esperança que não decepciona Romanos 5: 1-5
  • Esta esperança é uma âncora para a alma Hebreus 6: 17-19
  • As promessas de Deus não falharão Hebreus 6:18; Tito 1: 2; 2 Pedro 1: 4

III. Oferecendo-nos a Deus em Devoção (Romanos 12:1)

A Parceria com Deus requer mais do que obediência exterior; requer devoção interior. Romanos 12:1 nos lembra que devemos nos oferecer como sacrifício vivo, santo e agradável a Deus. Devemos transformar nossas mentes e nossos corações para que estejamos alinhados com a vontade divina. 

A negligência espiritual nos leva a perder essa oportunidade de nos oferecermos a Deus de maneira significativa.


IV. Criados para as Boas Obras (Efésios 2:10)

Por fim, Efésios 2:10 nos revela que fomos criados por Deus para realizar boas obras, que Ele preparou de antemão para que andássemos nelas. Este versículo destaca que somos parceiros de Deus em Seus planos redentores para o mundo. No entanto, quando negligenciamos nosso papel nessa parceria, estamos negando o propósito para o qual fomos criados.

  • Esqueça o que ficou para trás (Filipenses 3:13).
  • Perceba que você é uma nova criatura (2Co 5:17).
  • Recriados em Cristo para boas obras (Efésios 2:10).
  • Nunca derrotado (2Co 4:7-10).
Como Perdemos o Privilégio da Parceria com Deus?

Veja também

  1.  O Que Deus Vê?
  2. Pregação: Sacrificados com Cristo Romanos 6:4-8
  3. 3 coisas que Cristo é para minha vida
  4. +100 Pregações para Culto de Celebração

Conclusão:

A negligência espiritual é um perigo que nos ronda constantemente. Podemos perder o privilégio da parceria com Deus se não estivermos vigilantes em nossa jornada espiritual. Assim como Jonas, podemos fugir da presença de Deus com nossas escolhas, mas a Palavra de Deus nos chama à perseverança, à devoção sincera e ao cumprimento do propósito para o qual fomos criados. Que esta mensagem nos inspire a valorizar o privilégio da parceria com Deus e a permanecer fiéis em nossa caminhada de fé. 




👉 5 Livros sugeridos para leitura. Clique e Adquira!


Compartilhe nas Redes Sociais!
CompartilheCompartilhe Compartilhe


Autor: Ronaldo G. Silva é Bacharel em Teologia e Professor de Homilética sendo Pós-Graduado em Educação pela UFF. Entusiasta do trabalho de evangelização e divulgação da Palavra de Deus.
 

Sobre | Termos de Uso | Política de Cookies | Política de Privacidade

Um Site para o Líder, Pregador, EBD, Seminário, Estudo Bíblico, Sermão, Palavra Introdutória, Saudação, Mensagem e Assuntos Bíblicos para pregar a Palavra de Deus. Versões utilizadas Almeida: ACF, ARA ou ARC (SBB) e Bíblia Livre (BLIVRE)