Publicidade

5 Manifestações da Humanidade de Jesus

 "A Humanidade de Jesus: Identificando-se com Nossas Fraquezas"


Ao explorarmos a humanidade de Jesus, somos convidados a contemplar a grandiosidade do nosso Salvador, que não apenas compartilhou conosco a divindade, mas também assumiu a fragilidade humana. Em João 1:14, lemos: "E o Verbo se fez carne e habitou entre nós." |Examinaremos alguns aspectos marcantes da humanidade de Jesus que nos aproximam Dele de maneira única.

Publicidade

1. Ele "se fez carne e habitou entre nós" (João 1:14):

A encarnação é o coração da mensagem cristã. Jesus, sendo plenamente Deus, escolheu vestir-se com a humanidade. Ele não se isolou nas alturas celestiais, mas escolheu habitar entre nós. Isso significa que Ele experimentou em primeira mão as complexidades e desafios da vida terrena.


2. Adormeceu (Mateus 8:24):

Em Mateus 8:24, encontramos Jesus adormecido em um barco durante uma tempestade. Esse sono físico destaca Sua humanidade, mostrando que, assim como qualquer um de nós, Ele experimentou a fadiga e a necessidade de descanso. Mesmo diante das tormentas da vida, Ele descansou confiante no cuidado divino.


3. Teve Sede (João 19:28):

O episódio em João 19:28, onde Jesus expressa sede na cruz, ressalta Sua humanidade. Ele sentiu as limitações físicas do corpo, experimentando a sede como qualquer ser humano. Isso nos recorda que Ele compartilhou não apenas nossas alegrias, mas também nossas dores mais profundas.


4. "Jesus chorou" (João 11:35):

Essas duas palavras são poderosas e revelam um aspecto tocante da humanidade de Jesus. No túmulo de Lázaro, Ele chorou, demonstrando compaixão e tristeza diante da morte de Seu amigo. Esse momento íntimo revela que, embora Ele soubesse da ressurreição iminente, Ele ainda sentiu profundamente as emoções humanas.


5. Teve fome (Mateus 4:2):

No deserto, durante os quarenta dias de tentação, Jesus experimentou a fome. Isso é mais uma confirmação de Sua humanidade, pois Ele sentiu as necessidades básicas que todos nós conhecemos. Ele compreendeu a fraqueza física que acompanha a fome, destacando ainda mais Sua identificação conosco.

A divindade de Jesus Cristo, ou Sua natureza de Deus, é estabelecida no Novo Testamento . Alguns dos fatos são:

1) Ele é chamado de Deus pelo apóstolo João (João 1: 1)
2) Ele é chamado de Deus pelo apóstolo Tomé (João 20:28).
3) Ele é chamado de Deus por Deus Pai (Hebreus 1: 8).
4) Ele afirmou ser Deus porque estava com o Pai antes da criação (João 17: 5)
5) Ele afirmou ser Deus naquilo que era antes de Abraão . Abraham regozijou-se por veja o meu dia ... ”(João 8: 51-59)
6) Ele recebeu adoração, e somente Deus deve ser adorado (Mateus 14:33). Os anjos recusaram a adoração (Apocalipse 22: 8, 9). O homem recusou a adoração (Atos 10:25, 26)
7) Ele perdoa pecados (Marcos 2: 5-11). Só Deus pode perdoar pecados.
8) Ele é o criador e criador de todas as coisas (Colossenses 1:16)
9) Ele é o Sustentador de todas as coisas (Hebreus 1: 3). Somente Deus pode controlar o universo.

5 Manifestações da Humanidade de Jesus

Veja também

Conclusão:

Ao contemplarmos a humanidade de Jesus, somos convidados a nos maravilhar com um Salvador que não é distante ou indiferente às nossas lutas diárias. Ele Se identifica conosco em todos os aspectos, compartilhando não apenas nossas alegrias, mas também nossas tristezas, dores e limitações físicas. Isso nos leva a um relacionamento profundo e significativo com Ele.


Ao percebermos que Jesus conheceu nossas fraquezas, encontramos encorajamento e consolo. Ele não é um Deus distante, mas um Salvador que caminhou entre nós, experimentando a plenitude da vida humana. Que isso fortaleça nossa fé, nos encoraje nas adversidades e nos aproxime ainda mais Dele, que é tanto totalmente Deus quanto plenamente humano.


Que a graça e a paz do nosso Senhor Jesus Cristo, que compartilhou nossa humanidade, estejam com todos nós. 




👉 5 Livros sugeridos para leitura. Clique e Adquira!


Compartilhe nas Redes Sociais!
CompartilheCompartilhe Compartilhe


Autor: Ronaldo G. Silva. Professor de Homilética e Teologia do Antigo Testamento. Pós-Graduado em Educação pela UFF.
0 comments:
 

Sobre | Termos de Uso | Política de Cookies | Política de Privacidade

Um Site para o Líder, Pregador, EBD, Seminário, Estudo Bíblico, Sermão, Palavra Introdutória, Saudação, Mensagem e Assuntos Bíblicos para pregar a Palavra de Deus. Versões utilizadas Almeida: ACF, ARA ou ARC (SBB) e Bíblia Livre (BLIVRE)