Publicidade

Pregação sobre Servo Inútil: A Responsabilidade com os Dons

Pregação sobre Servo Inútil: A Responsabilidade com os Dons


Uma parábola poderosa deixada por nosso Mestre, Jesus Cristo. É a parábola dos talentos, uma lição profunda sobre a responsabilidade e a prontidão para a vinda do Senhor. Tomada do Evangelho de Mateus 25:24-30, esta narrativa destaca a importância de multiplicar os dons recebidos do Senhor. Vamos mergulhar na Palavra de Deus para compreendermos a mensagem que Ele tem para cada um de nós.

Publicidade

1. A Descrição do Servo Inútil (Mateus 25:24-25):

Então aquele que recebeu cinco talentos foi e negociou com eles, e fez-lhes outros cinco talentos. E da mesma forma aquele que recebeu dois, também ganhou outros dois.”

Infelizmente, o terceiro servo optou por enterrá-los, tornando-se inútil na multiplicação dos dons dados. O texto revela que o servo escondeu o seu por medo, um medo que paralisou sua ação.


2. A Repreensão do Senhor ao Servo Inútil (Mateus 25:26-27):

Ao retornar, o senhor confronta o servo inútil, questionando sua decisão de enterrar o que lhe foi dado. A repreensão reflete não apenas a desaprovação do senhor, mas também a perda de oportunidades para o crescimento e a multiplicação dos dons dados por Deus.


3. A Perda dos Talentos Enterrados - A Falta de Ação (Mateus 25:28-30):

O destino do servo inútil é a perda de tudo. Em vez de investi-los e fazê-los crescer, ele os manteve escondidos, resultando na perda da oportunidade de colaborar com o senhor em seus empreendimentos.


4. A Responsabilidade de Multiplicar os Dons Recebidos (Mateus 25:29):

A parábola enfatiza a responsabilidade de multiplicar os dons concedidos por Deus. O Senhor espera que usemos os talentos não apenas para nosso benefício, mas para expandir o reino e abençoar outros. A inação e o medo de errar não são desculpas aceitáveis diante do Senhor que nos capacita.


5. A Admoestação para Estarmos Prontos para a Vinda do Senhor (Mateus 25:13):

A parábola conclui com uma admoestação poderosa. Jesus declara: "Vigiai, pois, porque não sabeis o dia, nem a hora em que o Filho do Homem há de vir" (Mateus 25:13). Este é um chamado para estarmos prontos, ativos e vigilantes na nossa jornada de fé, cientes da iminência da volta de Cristo.

Pregação sobre o Servo Inútil: A Responsabilidade com os Dons
Veja também


Conclusão:

A história do servo inútil ressoa em nossos corações como um chamado à ação e responsabilidade. Deus nos concedeu talentos únicos e preciosos, e Ele espera que os utilizemos para Sua glória. A complacência e o medo são inimigos da multiplicação. Que, como servos fiéis, possamos investir ativamente nossos dons, sabendo que a recompensa está na alegria do Senhor e na expansão do Seu reino.


Que possamos ouvir a voz do Senhor hoje, renovando nossa disposição para servir e multiplicar os dons que Ele nos deu. Que este sermão não seja apenas palavras, mas um chamado à ação, à fé ativa e à responsabilidade, preparando-nos para a vinda gloriosa do nosso Senhor Jesus Cristo. Que a graça e a paz de Cristo nos acompanhem sempre.




👉 5 Livros sugeridos para leitura. Clique e Adquira!


Compartilhe nas Redes Sociais!
CompartilheCompartilhe Compartilhe


Autor: Ronaldo G. Silva. Professor de Homilética e Teologia do Antigo Testamento. Pós-Graduado em Educação pela UFF.
0 comments:
 

Sobre | Termos de Uso | Política de Cookies | Política de Privacidade

Um Site para o Líder, Pregador, EBD, Seminário, Estudo Bíblico, Sermão, Palavra Introdutória, Saudação, Mensagem e Assuntos Bíblicos para pregar a Palavra de Deus. Versões utilizadas Almeida: ACF, ARA ou ARC (SBB) e Bíblia Livre (BLIVRE)