22/08/2018

O Casamento: Aliança com Deus

Publicidade

O Casamento: Aliança com Deus


O casamento é a aliança que envolve a promessa de ser fiel ao outro para sempre, a despeito do que possa vir acontecer. É uma aliança que envolve a promessa de permanência, venha o que vier e custe o que custar. Não é o ato sexual que define o casamento aos olhos de Deus, mas o compromisso de exclusividade, fidelidade e intimidade assumido diante dele e entre o casal. Em 1Coríntios 6:15-17, Paulo argumenta que não é a relação sexual que constitui o casamento. Pelo contrário, é incoerente para o cristão unir-se fisicamente à prostituta, com quem não possui aliança, consumando assim um relacionamento que é exclusivo do casamento. A fornicação constitui uma união falsa, por não haver os votos conjugais. A aliança/compromisso de casamento é vital para a estabilidade e o crescimento do relacionamento entre marido e esposa. Se a aliança de casamento é um vínculo sagrado instituído por Deus e firmado diante dele, cabe ao casal a compreensão e o comprometimento com estes cinco princípios: 

  • 1) A permanência do casamento (Mt 19.6; Mc 10.9) 
  • 2) A sacralidade (não é sacramento) do casamento. É um relacionamento vivido diante de Deus e em sujeição a Ele. (Gn 2:22)
  • 3) A intimidade do casamento. É o mais íntimo de todos os relacionamentos humanos e une homem e mulher em uma só carne. (Gn 2:23-25)
  • 4) A mutualidade do casamento. É um relacionamento de abnegação mútua e voluntária entre dois seres humanos. (Ef 5:25-30)
  • 5) A exclusividade do casamento. Nada ou ninguém deve interferir. É exclusivo. (Gn 2:22-25; I Co 7:2-5).
O Casamento: Aliança com Deus
by Pixabay

O Casamento como Aliança nos dias atuais


Mas como manter o relacionamento intacto diante de Deus e do conjugue nos tempos atuais? A resposta é simples: Da mesma forma como sempre foi. Desde os tempos primórdios havia situações que colocavam em risco o casamento entre o homem e a mulher, cada qual no seu tempo, mas as dificuldades sempre formam as mesmas. A diferença para os dias atuais é que o uso da tecnologia proporciona fácil acesso a coisas que não convém para o casamento e para Deus. Fotos e vídeos pornográficos ou com algum tipo de conteúdo sexual são as principais causas de brigas entre os casais. Nós sabemos que para manter um casamento saudável deve-se cultivar a confiança todos os dias. Uma das primeiras coisas que se deve saber sobre o casamento é: Não existe privacidade a dois. Isso mesmo! Quem quer ter sua vida privada e restrito a si próprio, não deve assumir um compromisso de casamento. Assim como está escrito em Mateus 19:6 “Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu o homem não separa”. Como podem duas pessoas serem uma só se há privacidade entre elas sobre suas vidas no dia-dia? Isso não funciona, é preciso que ambos tenham a consciência de que permitir o acesso um sobre a vida do outro, além de fazer parte do matrimônio, traz ao outro conjugue uma sensação de segurança e confiança que ninguém poderá quebrar. Diante de tantos meios de comunicação o aconselhável é que se você homem ou mulher é casado (a), e recebe mesmo que esporadicamente fotos, ou outros que não lhe são convenientes, peça gentilmente a pessoa que lhe enviou que não o faça mais. Não tenha medo de perder uma amizade, tenha medo de perder o seu parceiro (a) de vida! Da mesma forma filmes inapropriados devem ser abolidos da vida do casal, ou do conjugue em especifico, pois não trazem a naturalidade e pureza que a vida intima do casal pode proporcionar. Tenha sempre em mente: “Não foi o Senhor que os fez um só? Em corpo e em espírito eles lhe pertencem. E por que um só? Porque ele desejava uma descendência consagrada. Portanto, tenham cuida­do: Ninguém seja infiel à mulher da sua mocidade. "Eu odeio o divórcio", diz o Senhor, o Deus de Israel, "e também odeio homem que se cobre de violência como se cobre de roupas", diz o Senhor dos Exércitos. Por isso, tenham bom senso; não sejam infiéis”. (Malaquias 2:15-16)

Como manter o casamento e a aliança hoje?


Manter um casamento com respeito, amor, paciência, carinho, confiança, ternura, paz, cuidado e fidelidade está ao alcance de todos os casais, porém precisa-se aprender e estar disposto a abri mão. Abrir mão de amizades erradas, de manias ruins que irritam o cônjuge (e que você sabe, mas faz!), condutas imorais (às vezes roupas curtas e que mostram demais o corpo), aplicativos de conversas sem o conhecimento do conjugue, enfim, ter uma vida transparente e de entrega ao outro. Existe uma frase muito boa e acredito que seja a base para um casamento feliz: “Não casei para ser feliz, casei-me para fazer o outro feliz...” (Autor desconhecido), e acredito que se resume em tudo o que falamos aqui. Uma das coisas que somente complementam o que já foi citado é o diálogo. Sempre peça ao Espirito Santo que coloque palavras em sua boca que possam edificar, mas nunca destruir ou magoar. É sim possível viver plenamente com seu conjugue nos tempos atuais, porem cabe a vocês se esforçarem. 


Por Danielle De Paula Torres


Sugestões do Blog Estudos Bíblicos OnLine para ajudar você a ter um casamento feliz na presença de Deus:
  • Leia versiculos da Bíblia sobre amor 
  • Ouça sempre uma palavra de Deus sobre o casamento
  • Medite em provérbios bíblicos sobre casamento
  • Participe de estudos bíblicos sobre casamento 
  • Entregue todos os dias o casamento para Deus
  • Busque somente conselhos bíblicos para o casamento 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre | Termos De Uso | Política De Cookies | Política De Privacidade
Top