Estudo Bíblico sobre Romanos 8:18 - As aflições deste tempo presente e a Glorificação

Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada. Romanos 8:18

As aflições deste tempo presente e a Glorificação

Romanos 8 pode ser considerado o crescente – e o clímax – do argumento da salvação de Paulo. Ele certamente tem mais a dizer em Romanos 9-11, mas sua discussão sobre como alguém é salvo encontra sua bela conclusão nesta passagem. 

Vemos com espantosa clareza o plano de salvação de Deus não só para os humanos, mas para o mundo inteiro.  Ele aponta para algo além de nós mesmos. Nós não somos o Centro do universo. Jesus é. 

O final de Romanos 8 é um lembrete de que esta é uma história notável.  Deus é quem está no controle. Não de um jeito de marionetes, mas longamente mais significativo do que isso.  Esta é a história da redenção e restauração. O Espírito de Deus toma o que já foi sujo e o torna limpo. E quando estamos do lado de Deus, não temos nada a ter medo


1. Expectativa gloriosa

Temos uma expectativa gloriosa (8.18-25). Paulo explica que seus sofrimentos, embora severos, não podem ser comparados com a glória que Deus preparou para você. 3 O versículo 18 declara o tema desta seção: “Pois considero que os sofrimentos 4 deste tempo presente 5 não são dignos de serem comparados com a glória que há de ser revelada a nós”. 7 A palavra “para” ( gar ) une 8:17 e 18 em seu tema comum de Sofrimento. 8 Vale a pena sublinhar “sofrimentos” e “glória” porque Paulo o convida a fazer uma comparação desses dois conceitos. 9 O verbo traduzido “considerar” ( logizomai ) é um termo matemático : “Eu calculo, conto com este fato como verdadeiro!” 10 Fala de meditação contemplativa. Os termos “digno” ( axios ) e “glória” ( doxa ) estão relacionados ao conceito de peso do AT. 

A palavra “digno” é de um termo comercial que significa “pesar tanto quanto.” O termo hebraico “glória” também vem de uma raiz“  ser pesado”, no sentido de ser valioso, como ouro. Paulo está dizendo: Você pode se sentir sobrecarregado poro peso de seu sofrimento; no entanto, o peso (ou seja, o valor) de sua glória superará em muito mais do que você suportou (cf. 2 Coríntios 4:16-18). Dito de outra forma, se você pudesse colocar todas as dificuldades de sua vida de um lado da balança e a glória que um dia será revelada a você do outro lado a escala, o sofrimento seria um grão de areia e a glória seria o Monte Everest.


------

-- Publicidade --

2. Sofrimentos do Tempo Presente

O sofrimento de que Paulo fala aqui em Romanos 8 não aparece para ser uma resposta a qualquer coisa errada que eles fizeram.

No versículo 17 , Paulo afirmou que os crentes participarão dos sofrimentos de Cristo. Ele completa esse pensamento com este versículo, concluindo que os sofrimentos que enfrentamos agora não são nada comparados à glória que ele nos dará mais tarde. O sofrimento presente é temporário, enquanto a glória futura é eterna. Paulo havia escrito aos coríntios: “Para nossos problemas atuais são bem pequenos e não durarão muito. No entanto, eles produzem para nós uma glória imensamente grande que durará para sempre!” ( 2 Coríntios 4:17). O sofrimento faz parte do processo de participação na morte de Cristo; será culminar em compartilhar sua glória

Paulo assume nesta passagem que o sofrimento faz parte da vida do crente.

O tempo presente tem sofrimentos (v. 18); “gememos sob eles” (v. 23).

Toda a “criação (da qual fazemos parte) está sujeita à futilidade e em servidão à corrupção” (v. 21)

A glória final que os cristãos receberão é tão estupenda que os sofrimentos deste presente tempo são insignificantes em comparação (cf.2 Cor. 4:17). Eles anseiam tanto pela ressurreição do corpo (1 Tes. 4:13-18) e para o novo céu e nova terra ( Ap 21:1-22:5 ; veja Isa. 65:17).

Paulo declarou a verdade deste versículo assim: "Nossa leve tribulação momentânea está produzindo para nós um peso eterno de glória absolutamente incomparável" (2Co 4:17)


3. Texto fala de Escatologia

Um tema em Romanos 8 é a escatologia, o estudo do fim dos tempos e o retorno de Cristo.

A glorificação é destino final. Deus quer nos trazer de volta para onde pertencemos. Fomos “despejados” do Paraíso. O objetivo de Deus, desde Gênesis 3, tem sido nos levar de volta ao Paraíso com Ele; para nos devolver ao nosso estado original de união livre de pecado com Ele. Glória!

E é por isso que ele falou com tanta confiança sobre a esperança que não se vê (Romanos 8:24). Todos nós precisamos de esperança, e sem esperança, os sofrimentos do presente século provavelmente nos esmagarão. A perda da esperança é uma razão pela qual temos tanta depressão



Cruzes



Veja também:


Conclusão

Romanos 8 é uma fonte de grande conforto para todo cristão. A partir dedo começo ao fim, nos lembra que nada pode separar os filhos de Deus de Seu amor.


Fontes

https://media1.razorplanet.com/share/511079-7965/siteDocs/08-18-30.pdf

https://www.oakpointe.org/wp-content/uploads/pdf/series/WhatsTrue/112711.pdf



Você deseja aperfeiçoar o seu Ministério?

Se você deseja impactar ainda mais a vida das pessoas, através de seu chamado, confira os seguintes cursos sugeridos: Curso de Teologia Básica, Curso de Ensino Religioso e Curso de Psicoterapia


Versões Bíblicas consultadas ou citadas: Almeida Corrigida Fiel (ACF), Almeida Revista e Atuzalizada ARA-SBB, Almeida Revista e Corrigida ARC-SBB, Bíblia Livre (BLIVRE), Tradução livre do Inglês e outras citadas no texto.



Compartilhe nas Redes Sociais!
CompartilheCompartilhe Compartilhe

0 comments:
 

Sobre | Termos de Uso | Política de Cookies | Política de Privacidade

1 e 2 Reis 1 e 2 Crônicas 1 e 2 Pedro 1 e 2 Samuel 2 Timóteo Atos Daniel Eclesiastes Efésios Esdras Êxodo Filipenses Gênesis Hebreus Isaías Jeremias Jó João Jonas Josué Lucas Malaquias Mateus Números Provérbios Salmos Sofonias Zacarias