Publicidade

A Parábola do Homem Rico e Lázaro Lucas 16: 19-31

Lázaro e o Homem Rico Lucas 16: 19-31

Ricos e pobres morrem da mesma forma (Hb 9:27). A morte não faz acepção de pessoas

O homem rico aqui prospera, mas termina em tormento (Lucas 16:25). Lázaro, pobre homem, encontra conforto (Lc. 16:25)

O homem rico sabia onde estava, onde estava Lázaro e quem era Lázaro. Consciência (Lc 16: 23-24)

A morte não é o fim da vida, mas uma transição de uma vida para a próxima. O homem é mais do que um corpo (Gênesis 1:26; 2; 7; Ec 12: 7; 2 Cor. 4:16; Tia. 2:26). Há uma vida por vir em Cristo (Marcos 10:30).

A salvação não é universal; nem todos serão salvos. Lázaro salvou e o homem rico perdeu. Deus deseja que todos os homens sejam salvos (1Tm 2: 3-4), mas poucos serão salvos (Mt 7: 13-14,21; Lc 13: 23-24)
Publicidade
Terrível de se perder: o tormento do Inferno é grande (Mc 9: 43-48; 2 Tessalonicenses 1: 8-9).
Maravilhoso ser salvo: o conforto do Céu é grande (Heb. 4: 9-11; Apoc. 14:17)

  • Lázaro foi consolado (Lucas 16:22, 25)
  • O homem rico estava em tormento (Lucas 16: 23-24)
  • Compare com Mateus 24:46
Essa parábola do Homem Rico e Lázaro nos apresenta uma lição profunda sobre as consequências de nossas escolhas nesta vida e na eternidade. Vamos examinar as verdades poderosas contidas nessa história e como elas podem nos impactar hoje.

I. A descrição dos personagens:

Jesus começa a parábola descrevendo dois personagens: um homem rico e um mendigo chamado Lázaro. O homem rico desfrutava de riquezas e luxos neste mundo, enquanto Lázaro vivia em extrema pobreza, coberto de chagas, mendigando à porta do rico. 

Essa descrição nos mostra uma diferença marcante entre as condições desses dois homens e nos convida a refletir sobre nossas atitudes diante daqueles que estão em necessidade ao nosso redor.

II. O destino após a morte:

No desenrolar da história, tanto o homem rico quanto Lázaro morrem. No entanto, suas histórias tomam rumos completamente diferentes na eternidade. 

O versículo 22 nos diz: "O mendigo morreu e foi levado pelos anjos para junto de Abraão; morreu também o rico e foi sepultado." Aqui, vemos que Lázaro foi levado para a presença de Deus, representada por Abraão, enquanto o homem rico foi para o tormento no Hades. 

Essa é uma advertência séria sobre as consequências eternas de nossas ações e escolhas nesta vida.

III. O arrependimento tardio:

O homem rico, ao perceber sua situação de tormento, clama a Abraão para enviar Lázaro para aliviar seu sofrimento. 

No entanto, Abraão lhe responde no versículo 26: "Filho, lembra-te de que em tua vida recebeste os teus bens, e Lázaro de igual modo, os males; agora, porém, aqui, ele está consolado; tu, em tormentos". Essa resposta revela a natureza irrevogável da eternidade e a importância de tomarmos decisões sábias enquanto ainda temos tempo.

IV. A mensagem de advertência:

Ao final da parábola, o homem rico pede a Abraão que envie Lázaro de volta à vida para advertir seus cinco irmãos sobre o destino que os aguarda. No entanto, Abraão lhe responde no versículo 31: "Se não ouvem a Moisés e aos Profetas, tampouco se deixarão persuadir, ainda que ressuscite alguém dentre os mortos". 

Essa declaração enfatiza a importância de ouvirmos e obedecermos à Palavra de Deus, pois ela nos revela a verdade sobre a eternidade e nos orienta a viver uma vida em conformidade com a vontade de Deus.

V. A importância das escolhas nesta vida:

A parábola do Homem Rico e Lázaro nos leva a refletir profundamente sobre as escolhas que fazemos nesta vida. 

Ela nos recorda que nossa atitude em relação aos necessitados, nossa busca pelas riquezas materiais e nossa resposta à Palavra de Deus têm implicações eternas. 

Devemos valorizar a vida eterna mais do que os tesouros terrenos e viver de acordo com os princípios do Reino de Deus.

As coisas terrenas não durarão.

O homem rico parecia ter tudo nesta vida (versículos 19, 25), mas nada na morte.
Nenhum de nós poderá levar conosco nossos bens terrenos quando morrermos ( Jó 1:21; Eclesiastes 5:19; 1 Timóteo 6:6-8 ).
Eventualmente a terra e as obras que nela existem serão queimadas ( 2 Pedro 3:10 ).
Portanto, nossos pensamentos e investimentos devem estar voltados para o céu ( Mateus 6:19-21; Colossenses 3:1-4 ).

Os fiéis serão recompensados.

Lázaro foi recompensado por uma vida de fidelidade.
Somente os fiéis receberão a coroa da vida ( Apocalipse 2:10 ).
Somente aqueles que se entregaram completamente à vontade de Deus e que morrem no Senhor encontrarão a felicidade eterna ( Apocalipse 14:13 ).
Acredito que isso descreve Lázaro.

Apenas uma vida é dada para servir a Deus.

O homem rico teve a oportunidade de se concentrar no que realmente importava – mas não o fez ( Marcos 12:30-31 ).
A vida não é um ensaio geral ou um passeio antes do grande jogo.
É o grande jogo.
Agora é a hora de acertar as coisas com o Senhor e buscá-lo primeiro ( 2 Coríntios 6:1-2 ).

Na morte o legado é selado.

O homem rico desejava ajudar seus cinco irmãos na morte (versículo 28).
Mas na morte já era tarde demais para ele exercer qualquer tipo de influência sobre seus irmãos.
Qualquer que seja o efeito que ele teve em suas vidas foi “tudo dito e feito”.
Isto nos lembra da necessidade de aproveitar todas as oportunidades para fazer o bem agora ( Efésios 5:15-17 ).
Um dia toda a esperança será perdida para os desobedientes.
Na vida há esperança de salvação e de relacionamento com Deus.
Esta esperança de fato salva ( Romanos 8:24 ).
No entanto, quando chega a morte e depois o julgamento, se alguém se encontra separado de Deus, não resta mais qualquer possibilidade de doce redenção (cf. Hebreus 9:27 ).
Portanto, devemos lembrar a necessidade de buscar ao Senhor agora enquanto Ele pode ser encontrado ( Isaías 55:6 ).

Conclusão:

A parábola do Homem Rico e Lázaro é um lembrete poderoso de que nossas escolhas têm consequências eternas. Não podemos negligenciar a necessidade de ouvir a Palavra de Deus, arrepender-nos de nossos pecados e viver uma vida de generosidade e compaixão. Que essa história nos motive a refletir sobre nossas prioridades e a buscar o Reino de Deus em todas as áreas de nossas vidas. Que busquemos viver em obediência à Palavra de Deus, para que possamos desfrutar da vida eterna na presença do nosso amado Salvador, Jesus Cristo.










👉 5 Livros sugeridos para leitura. Clique e Adquira!


Compartilhe nas Redes Sociais!
CompartilheCompartilhe Compartilhe


Autor: Ronaldo G. Silva é Bacharel em Teologia e Professor de Homilética sendo Pós-Graduado em Educação pela UFF. Entusiasta do trabalho de evangelização e divulgação da Palavra de Deus.
 

Sobre | Termos de Uso | Política de Cookies | Política de Privacidade

Um Site para o Líder, Pregador, EBD, Seminário, Estudo Bíblico, Sermão, Palavra Introdutória, Saudação, Mensagem e Assuntos Bíblicos para pregar a Palavra de Deus. Versões utilizadas Almeida: ACF, ARA ou ARC (SBB) e Bíblia Livre (BLIVRE)