Publicidade

Pregação A Fé do Centurião Mateus 8:5-13

 Pregação A Fé do Centurião Mateus 8:5-13

  • E, entrando Jesus em Cafarnaum, chegou junto dele um centurião, rogando-lhe, Mateus 8:5

O centurião romano abordou Jesus pessoalmente. Ele não deixou que sua posição o impedisse de pedir ajuda a Jesus. Ele não deixou seu  orgulho atrapalhar. Ele não deixou seu status atrapalhar. Ele não deixou sua autossuficiência chegar no caminho. Nem sua raça, língua, dinheiro, distância ou tempo o afastaram o centurião de buscar a Cristo. 

Publicidade

Nós, por outro lado, encontramos qualquer motivo para não vir a Jesus – ocupação, trabalho, passatempos, atividades infantis, preguiça, jogos de futebol. Se este soldado não deixou nada se interpor entre ele e Jesus, o que está nos impedindo?

  • E dizendo: Senhor, o meu criado jaz em casa, paralítico, e violentamente atormentado. Mateus 8:6

Este oficial romano queria manter seu servo e não queria que ele morresse. Se este servo fosse apenas mais um empregado contratado, este oficial não teria se dado ao trabalho de perguntar a Jesus. Este homem mostrou compaixão por alguém que ele não se esperava que que ele mostrasse compaixão.

O centurião mostra sua fé não apenas reconhecendo sua própria indignidade, mas também reconhecendo que o poder de Jesus é tão grande que este pedido é tão pequeno.

  • E o centurião, respondendo, disse: Senhor, não sou digno de que entres debaixo do meu telhado, mas dize somente uma palavra, e o meu criado há de sarar. Pois também eu sou homem sob autoridade, e tenho soldados às minhas ordens; e digo a este: Vai, e ele vai; e a outro: Vem, e ele vem; e ao meu criado: Faze isto, e ele o faz. Mateus 8:8,9

O povo judeu na época não acreditava que milagres de longa distância fossem possíveis, mas o centurião raciocina de outra forma, com base em suas próprias experiências. O centurião pode emitir ordens e receber obediência à distância porque ele está sob a autoridade do  Império, que governa a terra. 

Portanto, Jesus, como governante sob a autoridade do Deus de Israel, apenas tem que emitir um comando de Sua própria boca para banir os poderes que estão sujeitos a Ele, como doença. Ele sabia que a palavra de Cristo e Sua autoridade eram suficientes. Ele acreditou. As palavras de Cristo antes de ver as obras. nós?

  • E maravilhou-se Jesus, ouvindo isto, e disse aos que o seguiam: Em verdade vos digo que nem mesmo em Israel encontrei tanta fé. Mateus 8:10

Este homem de grande fé procurou Jesus para pedir que curasse seu servo, mesmo não sendo judeu nem tendo a oportunidade de conhecer pessoalmente o Salvador. Vamos explorar a história deste centurião e como sua fé nos inspira a seguir a Cristo com todo o nosso coração.

 1: A humildade do centurião

Ao se aproximar de Jesus, o centurião demonstrou humildade ao reconhecer que não era digno de ter Jesus em sua casa e pedir apenas que Ele falasse uma palavra de cura. Em Mateus 8:8, o centurião disse: "Senhor, não sou digno de que entres debaixo do meu telhado, mas dize somente uma palavra, e o meu criado há de sarar." 

A humildade é um atributo essencial para a fé verdadeira, pois nos faz reconhecer nossa dependência de Deus e sua soberania.

2: A confiança do centurião na autoridade de Jesus

O centurião tinha grande confiança na autoridade de Jesus e acreditava que uma palavra sua seria suficiente para curar seu servo. 

Ele reconheceu em Jesus uma autoridade que ele próprio exercia em suas funções militares. Em Mateus 8:9, o centurião disse: "Porque também eu sou homem sujeito à autoridade, e tenho soldados debaixo de mim; e digo a este: vai, e ele vai; e a outro: vem, e ele vem; e ao meu servo: faze isto, e ele o faz." 

A confiança na autoridade de Jesus é uma característica fundamental para a fé verdadeira, pois nos faz crer que Ele tem poder sobre todas as coisas e que é capaz de agir em nosso favor.

3: A fé do centurião como exemplo para nós

A fé do centurião foi um exemplo de confiança em Jesus, independentemente de sua origem ou de seu conhecimento pessoal do Salvador. Ele acreditou que uma palavra de Jesus seria suficiente para curar seu servo, e assim foi. 

Em Mateus 8:13, Jesus disse ao centurião: "Vai, e como creste te seja feito." A fé do centurião nos inspira a crer em Jesus e a confiar em sua autoridade, mesmo em situações difíceis ou aparentemente impossíveis.
Pregação A Fé do Centurião Mateus 8:5-13
Veja também

Conclusão:

A história do centurião nos mostra que a fé verdadeira é baseada na humildade, na confiança na autoridade de Jesus e na crença em sua capacidade de agir em nosso favor. Que possamos seguir o exemplo do centurião e confiar plenamente em Jesus, independente de nossa origem ou conhecimento pessoal do Salvador. Que Deus nos conceda a graça de uma fé tão profunda e verdadeira quanto a do centurião. Amém.




👉 5 Livros para enriquecer seu Ministério. Clique e Adquira!

  1. Pregação expositiva: Sua importância para o crescimento da Igreja
  2. Pregação Transformadora: 100 Mensagens inspiradoras para enriquecer seu sermão
  3. Panorama da história cristã: As intervenções de Deus na história
  4. Como Preparar Mensagens Bíblicas
  5. Bíblia Pregação Expositiva | RA |PU luxo preto


Compartilhe nas Redes Sociais!
CompartilheCompartilhe Compartilhe


Autor: Ronaldo G. Silva. Professor de Homilética e Teologia do Antigo Testamento. Pós-Graduado em Educação pela UFF.
0 comments:
 

Sobre | Termos de Uso | Política de Cookies | Política de Privacidade

Um Site para o Líder, Pregador, EBD, Seminário, Estudo Bíblico, Sermão, Palavra Introdutória, Saudação, Mensagem e Assuntos Bíblicos para pregar a Palavra de Deus. Versões utilizadas Almeida: ACF, ARA ou ARC (SBB) e Bíblia Livre (BLIVRE)