Publicidade

Pregação sobre Celeiro: Armazenando Tesouros Eternos Lucas 12:16-21

 O Celeiro: Armazenando Tesouros Eternos


A parábola do rico insensato, contada por nosso Senhor Jesus Cristo, oferece uma poderosa lição sobre as prioridades que devemos ter em relação aos bens materiais e ao destino eterno. Hoje, meditaremos sobre as verdades profundas contidas nesta parábola e como podemos aplicá-las às nossas vidas.

Publicidade

1. A Parábola do Rico Insensato (Lucas 12:16-20):

Jesus começa Sua narrativa com a história de um homem rico cujas terras produziram colheitas abundantes. Em vez de compartilhar sua riqueza ou usá-la para o Reino de Deus, ele decide construir celeiros maiores para armazenar seus tesouros terrenos. Contudo, Deus o chama de insensato, pois naquela noite sua alma seria exigida.


2. A Falta de Previsão para o Destino Eterno (Lucas 12:21):

A insensatez desse homem não está apenas em sua visão egoísta, mas na falta de previsão para seu destino eterno. Ele acumula tesouros na terra, mas não é rico para com Deus. Sua atitude revela a ilusão de que a segurança está nas riquezas materiais, ignorando as realidades espirituais.


3. O Cuidado Divino e a Confiança em Deus (Lucas 12:24):

Jesus nos lembra da cuidadosa provisão divina, exemplificada nos pássaros do céu e nos lírios do campo. Se Deus cuida das necessidades básicas da criação, quanto mais Ele cuidará de nós, que somos infinitamente mais valiosos para Ele. Isso nos chama à confiança e dependência em Deus.


4. Armazenando Tesouros no Celeiro do Coração (Mateus 6:19-20):

Em Sua mensagem do Sermão da Montanha, Jesus destaca a importância de armazenar tesouros no céu, no celeiro do coração. Ao invés de concentrarmos nossa atenção nas riquezas passageiras da terra, somos chamados a investir em coisas eternas, como o amor, a compaixão e a proclamação do Evangelho.


5. O Plantio de Boas Sementes no Celeiro da Vida (Gálatas 6:7-8):

Paulo nos adverte sobre o princípio da semeadura e colheita. Se plantarmos para satisfazer os desejos egoístas da carne, colheremos corrupção. No entanto, ao semearmos para o Espírito, colheremos vida eterna. Cada ação e escolha que fazemos contribuem para o conteúdo do celeiro da nossa vida.


6. A Admoestação de Não Depositar Confiança nos Celeiros Terrenos (Lucas 12:15):

Jesus adverte contra a ganância e o apego excessivo aos bens materiais. A vida não consiste na abundância dos bens que possuímos. Ele nos encoraja a buscar algo maior, algo que transcende as fronteiras deste mundo passageiro.


7. A Busca do Reino de Deus como Prioridade (Lucas 12:31):

Ao invés de nos preocuparmos com as coisas desta vida, Jesus nos exorta a buscar em primeiro lugar o Reino de Deus. Quando fazemos do Senhor a prioridade em nossas vidas, Ele promete cuidar de nossas necessidades diárias. É no serviço ao Rei que encontramos verdadeiro significado e satisfação.

Pregação sobre Celeiro: Armazenando Tesouros Eternos Lucas 12:16-21

Veja também

Conclusão:

À medida que refletimos sobre a parábola do rico insensato e as palavras de nosso Senhor, somos desafiados a examinar nossas próprias vidas. Estamos construindo celeiros terrenos ou investindo em tesouros eternos? Que nossas prioridades estejam alinhadas com o Reino de Deus, e que possamos viver com sabedoria e sensatez, confiando na promessa de que Deus cuida de Seus filhos. 




👉 5 Livros sugeridos para leitura. Clique e Adquira!


Compartilhe nas Redes Sociais!
CompartilheCompartilhe Compartilhe


Autor: Ronaldo G. Silva. Professor de Homilética e Teologia do Antigo Testamento. Pós-Graduado em Educação pela UFF.
0 comments:
 

Sobre | Termos de Uso | Política de Cookies | Política de Privacidade

Um Site para o Líder, Pregador, EBD, Seminário, Estudo Bíblico, Sermão, Palavra Introdutória, Saudação, Mensagem e Assuntos Bíblicos para pregar a Palavra de Deus. Versões utilizadas Almeida: ACF, ARA ou ARC (SBB) e Bíblia Livre (BLIVRE)