Resumo do Livro de Gálatas

Resumo do Livro de Gálatas


Há estudiosos que defendem que as igrejas da Galácia estavam localizadas no norte central da Ásia Menor (Galácia étnica) e outros alegam que estavam na parte central sul (província romana da Galácia).

A reunião descrita em Gal 2: 1-10 para alguns autores ocorreu durante a "Conferência de Jerusalém", relatada em At 15: 1-29 . Essa visão abre várias possibilidades para o local e hora da escrita.

Autor: Apóstolo Paulo
Data: Cerca de 49 dC, embora alguns sugiram uma data até 58 dC.
Razão para escrever: Deserção dos cristãos da Galácia do evangelho de volta à antiga lei




Publicidade

ESBOÇO:Dr. J. Vernon McGee

I. Introdução, Gálatas 1: 1-10
A. Saudação - saudação legal, vv. 1-5
B. Assunto declarado - declamação calorosa, vv. 6-10

II Pessoal, Gálatas 1: 11— 2:14
Autoridade do apóstolo e glória do evangelho
A. Experiência de Paulo na Arábia, capítulo 1: 11-24
B. Experiência de Paulo com apóstolos em Jerusalém, capítulo 2: 1-10
C. Experiência de Paulo em Antioquia com Pedro, capítulo 2: 11-14

III Doutrina, Gálatas  2:15 - 4:31
Justificação pela fé
Fé vs. Obras, Liberdade vs. Caridade
A. Justificação pela fé - doutrina declarada, capítulo 2: 15-21
B. Justificação pela fé - experiência de Gálatas, capítulo 3: 1-5
C. Justificação pela fé - ilustração de Abraão, capítulo 3: 6 - 4:18
D. Justificação pela fé - alegoria de Hagar e Sarai, capítulo 4: 19-31

IV Prático, Gálatas  5: 1 - 6:10
Santificação pelo Espírito
Espírito vs. Carne, Liberdade vs. Bondage
A. Salvo pela fé e vivendo de acordo com a lei, perpetram graça, capítulo 5: 1-15
B. Salvo pela fé e andar no Espírito produz frutos de o Espírito, capítulo 5: 16-26
C. Salvo pela fé e fruto do Espírito, apresenta-se cristão, capítulo 6: 1-10

V. Conclusão autografada, Gálatas  6: 11-18
A. Manuscrito de Paulo , v. 11
B. O testemunho de Paulo , vv. 12-18
1. Cruz de Cristo vs. circuncisão, vv. 12-15
2. A letra de Cristo no corpo de Paulo, vv. 16-1

Outros resumos


ESBOÇO: Mark A. Copeland


INTRODUÇÃO (1: 1-10)
1. Saudação ( 1-5 )
2. Motivo da carta ( 6-10 )I. A DEFESA DE PAULO DE SEU APOSTOLADO (1: 11-2: 21)

A. A ORIGEM DIVINA DE SEU EVANGELHO (1: 11-17)
1. Tese: Seu evangelho foi recebido diretamente de Deus ( 1: 11-12 )
2. Seus anos pré-cristãos e conversão ( 1: 13-17 )

B. SEU RELACIONAMENTO COM OS OUTROS APÓSTOLOS (Gálatas 1: 18-2: 21)
1. Sua primeira visita a Pedro e os primeiros anos como cristão ( Gálatas 1: 18-24 )
2. O conselho em Jerusalém ( Gálatas 2: 1-5 )
3. Sua sanção por Tiago, Cefas e João ( Gálatas 2: 6-10 )
4. Sua repreensão a Pedro em Antioquia (Gálatas  2: 11-21 )
uma. A hipocrisia de Pedro ( Gálatas 2: 11-13 )
b. Seu discurso a Pedro, como somos justificados pela fé em Cristo ( Gálatas 2: 14-21 )

II A DEFESA DE PAULO DO EVANGELHO DA JUSTIFICAÇÃO PELA FÉ (Gálatas 3: 1-4: 31)
A. O ARGUMENTO PESSOAL (Gálatas 3: 1-5)
1. Como eles receberam o Espírito (Gálatas  3: 1-4 )
2. De quem eles receberam o Espírito (Gálatas  3: 5 )

B. O ARGUMENTO DAS ESCRITURAS (Gálatas 3: 6-25)
1. O exemplo de Abraão ( Gálatas 3: 6-9 )
2. A maldição da lei ( Gálatas 3: 10-14 )
3. A prioridade da promessa sobre a lei ( Gálatas 3.15-18 )
4. O propósito da Lei ( Gálatas 3.19-25 )

C. O ARGUMENTO PRÁTICO (Gálatas 3: 26-4: 7)
1. Em Cristo, eles são um, como filhos de Deus, semente de Abraão, e herdeiros da promessa.( Gálatas 3: 26-29 )
2. Redimidos da lei e adotados como filhos, eles não são mais escravos, mas herdeiros ( Gálatas 4: 1-7 )

D. O ARGUMENTO SENTIMENTAL (Gálatas 4: 8-20)
1. Seus temores sobre o retorno ao cativeiro (Gálatas  4: 8-11 )
2. Seus relacionamentos passados ​​e presentes com ele (Gálatas  4.12-20 )

E. O ARGUMENTO ALEGÓRICO (Gálatas 4: 21-31)
1. Uma alegoria para aqueles que desejam estar sob a Lei ( Gálatas 4.21-24a )
2. Simbólico das alianças; um do Monte Sinai, que dá à luz a escravidão, e o
outro da Jerusalém acima da qual liberta (Gálatas  24b-31 )

III A CHAMADA PARA LIBERDADE DO EVANGELHO (5: 1-6: 10)
A. UMA LIBERDADE QUE EXCLUI A NECESSIDADE DE CIRCUNCISÃO (5: 1-6)
1. Não se enrosque novamente com um jugo de escravidão ( Gálatas 5: 1 )
2. Circuncisão não significa nada; requerê-lo resulta em cair da graça ( 5: 2-4 )
3. Devemos esperar a esperança da justiça com fé operando através do amor ( Gálatas 5: 5-6 )

B. UMA LIBERDADE QUE CUMPRA A LEI (Gálatas 5: 7-15)
1. Cuidado com os que vinculam a Lei ( Gálatas 5: 7-12 )
2. Use sua liberdade como uma oportunidade de servir um ao outro com amor, e você cumprirá o Lei ( Gálatas 5.13-14 )
3. Mas tenha cuidado para não usá-lo como uma oportunidade para a carne na qual você consome outro (Gálatas  5: 13b, 15 )

C. UMA LIBERDADE EM QUE UM SERÁ DIVIDIDO PELO ESPÍRITO (Gálatas 5: 16-26)
1. Liberdade não é desculpa para licença (Gálatas  5.16-18 )
2. As obras da carne contrastam com os frutos do Espírito ( Gálatas 5: 19-23 )
3. Aqueles que são de Cristo crucificaram a carne e estão andando no Espírito (Gálatas  5: 24-26 )

D. UMA LIBERDADE COM UM SENTIDO DE RESPONSABILIDADE (Gálatas 6: 1-10)
1. Por ajudar os que sofrem com os encargos (Gálatas  6: 1-5 )
2. Por fazer o bem a todos, semeando assim ao Espírito (Gálatas  6: 6-10 )

Resumo do Livro de Gálatas

CONCLUSÃO (Gálatas 6: 11-18)
1. Uma repreensão final àqueles que vinculariam a circuncisão ( Gálatas 6: 11-13 )
2. A confiança de Paulo na cruz de Cristo ( Gálatas 6: 14-17 )
3. Bênção (Gálatas  6:18 )

Aproveite este resumo para preparar sermões e aulas da Escola Bíblica Dominical



Aperfeiçoe seu Ministério e abençoe pessoas. Cursos Sugeridos:


Confira:
Destaques
Compartilhe nas Redes Sociais!
Compartilhe Compartilhe Compartilhe

Atenção! Se você ainda não se inscreveu cadastra-se aqui para receber informativos com sermões e estudos bíblicos grátis em seu e-mail. Cadastre-se Aqui!



Versões Bíblicas consultadas ou citadas:
Bíblia Livre (BLIVRE), Almeida Revista e Atuzalizada ARA-SBB, Almeida Revista e Corrigida ARC-SBB, tradução livre e outras citadas no texto.

Autor Formado em Teologia pelo Seminário Teológico Boas Novas - FATEP, Professor e Pós-graduado em Educação pela Universidade Federal Fluminense - UFF. Ex-Professor de Seminários Teológicos. Nascido e criado no evangelho minha Missão é compartilhar a Palavra de Deus.

Anúncios, Postagens Relacionadas e Recomendadas para você:
0 comentários:
Postar um comentário

 
Sobre | Política de Cookies | Política de Privacidade

Compartilhamos Nossa Missão de Visão missionária sobre temas da Bíblia Sagrada como salvação, cristianismo, teologia e histórias bíblicas, Provérbios e Salmos, historia da igreja cristã, Escola Bíblica Dominical.

voltar